This post is also available in: Français Deutsch Русский English

De acordo com seu fundador Vitalik Buterin, a blockchain do Ethereum está “quase cheia” enquanto usabilidade, privacidade e segurança também são necessários para adoção em massa além do ganho de escala.

Em uma entrevista recente com a the Star, Buterin falou sobre sua experiência e sobre o futuro do espaço das criptomoedas, incluindo o Ethereum, que enfrenta um desafio significativo de redimensionamento para dar conta da demanda:

“O redimensionamento é um grande gargalo porque a blockchain do Ethereum está quase cheia. Se você é uma organização maior, o cálculo é que, se nós entrarmos, não só ela ficará mais cheia como também estaremos competindo com todo mundo por espaço para as transações. Já é caro, e será até cinco vezes mais caro por conta de nós. Há pressão para evitar que as pessoas entrem, mas melhorias na redimensionabilidade podem fazer muito para melhorar isso.”

Atualmente, o Ethereum processa cerca de 700 000 transações por dia, com uma taxa média de cerca de 12.6 centavos de dólar. No seu auge, a rede processou até 1.35 milhões de transações, no entanto a congestão fez com que as taxas subissem para 5.53 USD em média.

O plano para adoção em massa: redimensionabilidade, segurança, praticidade e privacidade

Na entrevista, Buterin esboçou várias questões centrais (além do redimensionamento em massa) que precisam ser resolvidas para alcançar ampla adoção global das criptomoedas:

“A redimensionabilidade não é o único problema. Também há desafios com a praticada, com segurança das contas e com privacidade que estão melhorando. Também estão melhorando de um ponto de vista técnico; mas, mesmo se a tecnologia estiver aí, como você torna isso algo que as pessoas vão usar?”

Esta ênfase na usabilidade e segurança vem logo depois de um contribuidor da BBC perder 30 000 USD em Ethereum da MyEtherWallet devido a práticas descuidadas de segurança. Isto realçou a falta de opções amigáveis ao usuário e conscientização educacional relativa a manter os fundos seguros.

Depois de lidar com a privacidade, o Dash recentemente abordou a redimensionabilidade e segurança, com a praticidade chegando em breve

Conforme as criptomoedas como um todo tentam fechar a lacuna entre os seus fãs mais técnicos para o público em geral, o Dash fez avanços significativos para lidar com as limitações da tecnologia. Desde seu início como Darkcoin, o Dash incluiu funcionalidades opcionais de privacidade para proteger as transações dos usuários contra rastreamento. Depois de uma votação dos masternodes no início de 2016, o Dash se comprometeu com o redimensionamento da rede para níveis do mercado de massa, com testes de stress recentes mostrando que a rede processa facilmente milhões de transações em um dia, e um pico não planejado de transações revelou alguns problemas já resolvidos com a confirmação instantânea de grandes volumes de transações.

Desde a introdução do ChainLocks, o Dash agora é discutivelmente a moeda proof-of-work mais segura que existe, com vários outros problemas de mineração corrigidos como um bônus. Finalmente, com o lançamento da Plataforma Dash nos próximos meses, usuários blockchain e listas de contato tentarão resolver a questão da praticidade, fornecendo uma experiência suave para usuários comuns sem sacrificar a descentralização.