This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Durante a semana passada, o tópico da Coinbase no reddit ficou inundado com reclamações de usuários sendo cobrados excessivamente, levando até mesmo as contas de alguns a serem esvaziadas ou desligadas.

Usuários preocupados e desesperados simplesmente postaram seus problemas para receberem de resposta dos técnicos de suporte de que eles estão cientes do problema e estão investigando. Usuários que foram cobrados em dezenas de milhares de dólares mais que o aprovado queriam garantias de que seriam reembolsados em breve. Ainda assim, um reembolso direto poderia não cobrir todas as despesas caso as contas tenham sido esvaziadas a ponto de taxas e multas terem sido aplicadas nas contas dos usuários.

A Coinbase, uma das casas de câmbio de criptomoedas mais populares com mais de 13 000 000 de usuários registrados, ainda está resolvendo este problema. De início, a Coinbase colocou a culpa das cobranças excessivas e repetitivas na Visa por conta da nova reclassificação das compras de criptomoedas para dentro do código da categoria dos comerciantes (MCC). A reclassificação das cobranças antes que os bancos pudessem reembolsar as cobranças antigas resultaria em cobranças múltiplas. No entanto, a Visa repeliu as acusações e colocou a culpa no processador da Coinbase — Worldpay — alegando que eles não fizeram nenhuma mudança no sistema que causaria cobranças repetitivas. Finalmente, depois que um pronunciamento conjunto da Coinbase e da Visa foi lançado, parece que a culpa não era da Coinbase e ambas as partes estão trabalhando diligentemente para garantir que todos os reembolsos sejam feitos.

Não são tempos tranquilos para a Coinbase

No ano passado, a Coinbase enfrentou repercussões e maior fiscalização depois do lançamento controverso das negociações de Bitcoin Cash. A Coinbase anunciou que o Bitcoin Cash seria adicionado a sua seleção de criptomoedas no Outono (do hemisfério norte), mas surpreenderam a todos lançando pouco mais de uma semana antes. Daí, em minutos, enormes oscilações nos preços ocorreram devido ao pequeno livro de ordens, o que levou a Coinbase a pausar as negociações.

Para aumentar as complicações da Coinbase, havia rumores de que seriam adicionadas novas moedas no final de 2017, incluindo a Dash; mas eles foram encerrados por um pronunciamento da Coinbase em Janeiro. Desde então a Dash foi excluída da popular casa de câmbio apesar de cumprir muitos dos critérios do Digital Asset Framework, que a Coinbase diz usar como parâmetro para adicionar novas moedas. Ainda assim, novos rumores começaram a circular de que a Dash seria a próxima moeda a ser adicionada no repertório da Coinbase.

Seria a hora para a competição?

A dominância de mercado da Coinbase vem do fato de que ela é a mais fácil de usar dentre as raras casas de câmbio que convertem USD e EUR para crypto, o que abre muitas oportunidades para nova competição. O Uphold permite aos usuários converterem moedas fiduciárias para criptomoedas, incluindo a Dash, e utiliza um conjunto de apps e APIs poderosos. Outro novato é o Mercury Cash, que decidiu integrar Dash e Ethereum na sua plataforma, excluindo completamente o Bitcoin.

Essas casas de câmbio já trouxeram mais competição para o difícil mercado de conversão de moedas fiduciárias para criptomoedas. Mas além disso eles satisfizeram a demanda dos consumidores de negociar uma criptomoeda rápida e confiável: a Dash. Conforme a competição continua a aumentar, as casas de câmbio terão que enfrentar os padrões crescentes de sua competição, que atualmente inclui negociação de Dash.