This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

As taxas de transação do Bitcoin ultrapassaram os valores medianos de transação do Dash, sugerindo que pagamentos pequenos estão indo para a rede mais prática.

Desde o início de 2018, em particular no ano passado, o valor mediano de transação do Dash caiu significativamente, mantendo um valor abaixo de 20 USD na grande maioria dos dias, tipicamente na faixa entre 8 USD e 14 USD, com um valor de 2.59 USD no momento da escrita. Isto indica que transações típicas de Dash são bem pequenas, na faixa dos pagamentos comuns no varejo, em vez de grandes compras ou transferências especulativas que podem ser típicas em outras redes.

Enquanto isso, as taxas medianas de transação do Bitcoin subiram novamente recentemente do nível abaixo de 1 USD mantido na maior parte do ano para mais de 1 USD consistentemente nos últimos 40 dias com poucas exceções, subindo até 3.44 no início de Junho. No momento da escrita a taxa continua a 1.43 USD. Esta taxa está acima de 10% do valor inteiro de uma transação típica em Dash, e hoje está acima de 50% da mediana do Dash. Por comparação, as taxas de processamento de cartão de crédito cobrados para os comerciantes são tipicamente 2.5 – 5%, uma porcentagem significativamente mais baixa.

A congestão levou as taxas do Bitcoin para longe do ponto de utilidade para pequenos pagamentos

A rede do Bitcoin experimentou taxas altas desde que o número de transação aumentou além da capacidade do limite de 1 MB dos blocos imposto pela rede. Até agora, o maior volume de transação que a rede foi capaz de lidar durante um período de 24 horas foi 490 459 no final de 2017, com um pico na taxa mediana correspondente de 34 USD por transação. Assim, muitos pagamentos menores em criptomoedas migraram para redes com maior capacidade e portanto menores taxas.

O Dash lidera as métricas que sugerem pequenos pagamentos dentre as grandes criptomoedas

Enquanto o propósito e uso exatos das redes descentralizadas podem ser difíceis de se provar, os indicadores do Dash sugerem um uso crescente em atividades relacionadas a pagamentos em relação aos competidores, em particular para pequenos pagamentos. Uma análise dos valores médios e medianos de transação indica que é bem mais provável que o Dash seja usado para pequenos pagamentos em lojas, em vez de transações relacionadas a dados ou transferências grandes e especulativas. Além disso, a porcentagem de outputs não monetárias é tipicamente abaixo de 1%, contrastando fortemente com o Bitcoin Cash e Bitcoin SV que se posicionam acima de 48%. O Dash também possui os endereços ativos em crescimento mais rápido dentre as grandes moedas.