This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

O DashBoost lançou o teste beta público do seu sistema de micro tesouraria, demonstrando uma ampla segunda camada para o ecossistema.

O suporte da organização descentralizada autônoma (DAO) da Dash é o seu sistema de tesouraria, enquanto 10% de todas as novas moedas sendo criadas são separadas para financiar o desenvolvimento e vários outros projetos. Para apresentar uma proposta para financiamento, uma taxa contra spam de 5 Dash é pedida, o que inviabiliza projetos menores com um preço de entrada de quase 3 000 USD. Para permitir que projetos menores ainda possam competir no espaço, o DashBoost foi lançado como uma “micro tesouraria” que vai replicar o sistema atual em uma escala muito menor.

O administrador do projeto Pasta acredita que o projeto representa uma oportunidade significativa para melhorar a DAO da Dash:

“Ter a oportunidade de trabalhar em uma parte tão significativa de infraestrutura para a rede é realmente uma honra, e nós estamos super animados para desbloquear o valor que as micro propostas podem trazer para a rede.”

O DashBoost reduz a barreira de entrada para somente um Dash (um número que pode ser facilmente reduzido se necessário), e permitir que os proprietários de menos do que 1 000 Dashs votem, com 1 Dash por voto. Planejava-se que a maior fonte de financiamento para o DashBoost fossem fundos restantes dentre os fundos garantidos pela Green Candle, com muitos outros meios possíveis para continuar o financiamento, incluindo propostas regulares para a tesouraria. O site inclui algumas funcionalidades avançadas além do portal primário da tesouraria Dash Central, incluindo campos de texto da proposta mais estruturados assim como moderação de comentários.

O Desenvolvimento do DashBoost começou antes que o financiamento da tesouraria fosse assegurado

Ainda que a proposta da tesouraria DashBoost para ganhar financiamento da rede Dash tenha sido apresentado e passado com margens relativamente baixas, o time ainda assim tinha fé de que o projeto iria dar certo. De maneira a conseguir uma vantagem no desenvolvimento do site, o time começou o desenvolvimento assim que a proposta foi apresentada, semanas antes dela de fato fosse aprovada, e praticamente um mês inteiro antes que os fundos fossem pagos. De acordo com o TechSquad, o desenvolvedor livre o time de desenvolvimento com base na Irlanda, acredita que o risco de um começo adiantado acabou sendo a escolha certa:

“Nós fizemos uma aposta quando começamos o desenvolvimento no início de Janeiro. Sim, era um risco financeiro considerando que a proposta tinha acabado de ser apresentada mas a aposta deu certo e agora estou muito feliz de estar em posição de apresentar um teste beta público bem forte para a comunidade. Nós ainda temos que fazer alguns ajustes mas nós já domamos o servidor da Dash e estamos com problemas na compilação.”

Conforme o ecossistema da Dash continua a crescer, mais empreiteiros buscam participar no sistema da tesouraria, e propostas de grande orçamento tomam os holofotes cada vez mais. Enquanto algumas pequenas propostas ainda são aprovadas, a habilidade de capturar a atenção dividida dos masternodes provavelmente irá diminuir com o tempo, especialmente para projetos pequenos. Assim, ter uma alternativa para iniciativas de base o tão cedo quanto possível garantirá que a DAO da Dash cresça da maneira mais eficiente possível.

A DAO da Dash amadurece, adicionando novos elementos para maximizar a eficiência

A DAO da Dash cresceu significativamente em tamanho e escopo, com o mesmo orçamento mensal de cerca de 6 650 Dashs representando um motor econômico muito mais significativo com o preço da Dash dúzias de vezes maior do que o de alguns anos atrás. Assim, o sistema experimenta dores crescente, desde a exclusão de empreiteiros menores devido ao preço elevado até a falta de contabilidade daqueles que receberam financiamento da tesouraria. O DashBoost busca resolver esse primeiro problema, com outras iniciativas surgindo para resolver os outros.

O Dash Watch foi criado e financiado por uma proposta da tesouraria para aumentar significativamente a contabilidade do ecossistema Dash e ajudar a rede a avaliar quais pontos fracos resta. Enquanto o projeto ainda está buscando aprimorar a sua oferta, ele atualmente embarca na tarefa significativa de seguir cada proposta financiada pela tesouraria da Dash, registrando metas, se comunicando com os empreiteiros, e delineando o progresso.