This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O SimpleSwap, que oferece trocas simplificadas de criptomoedas, sem registros dos clientes ou limites, recentemente se integrou com a Dash.


O SimpleSwap utiliza várias casas de câmbio parceiras para encontrar a melhor taxa de câmbio no tempo mais curto. O SimpleSwap integrará a Dash com cotações fixas, que permitem que os consumidores “recebam exatamente a quantia estimada” que é “independente da volatilidade do mercado” por 20 minutos enquanto o depósito está sendo enviado.

O SimpleSwap também se orgulha de não armazenar criptomoedas e não registrar usuários, o que o ajuda a torná-lo mais confiável pois deixa o consumidor sob menor risco do que as grandes casas de câmbio, que exigem que o dinheiro seja depositado nas carteiras dessas casas de câmbio. O SimpleSwap também não exige que os consumidores se registrem com a casa de câmbio, o que ajuda a preservar sua privacidade. No entanto, uma de suas casas de câmbio parceiras pode marcar uma transação para registro KYC/AML, nesse ponto o usuário tem a opção de fazer o registro ou de se recusar e receber seu dinheiro de volta.

Diversificando as opções dos consumidores

O SimpleSwap está dando aos consumidores mais opções com menos sacrifício de informação pessoal, algo em declínio entre as casas de câmbio mais populares e serviços de trocas de criptomoedas como Shapeshift. Estes novos serviços aumentam a competitividade não só da privacidade no câmbio, mas também das moedas em geral, já que os consumidores são capazes de usar essas casas de câmbio para entrar ou sair facilmente de diferentes moedas. Isto ajuda a manter o time de desenvolvimento de cada moeda honesto e trabalhando para resolver os problemas dos consumidores para ganhar mais uso. Se um consumidor não gosta de como uma certa moeda está funcionando ou se um bug inesperado emerge, eles podem facilmente mudar para uma criptomoeda mais adequada.

Um benefício adicional de ser capaz de se mover facilmente entre as moedas, é que os consumidores ainda podem gastar seu dinheiro mesmo se foi dado para eles como uma criptomoeda diferente da aceita por comerciantes locais. Por exemplo, houve algumas iniciativas de fazer doações para Venezuelanos em dificuldade com Bitcoin, Bitcoin Cash, Ripple, e muitas outras moedas. No entanto, a Dash é a moeda mais comumente aceita pelos comerciantes do país. Com essas casas de câmbio simples, os Venezuelanos e outros consumidores serão capazes de converter facilmente suas doações recebidas em Dash, o que pode realmente ser gasto em bens do cotidiano e serviços de comerciantes locais.

A Dash está focada em dar mais poder aos consumidores

A Dash tem focado em se tornar dinheiro digital cotidiano para os consumidores comuns, o que a levou a ser aceita em cerca de 4 800 comerciantes pelo mndo, com 2 500 comerciantes na Venezuela e ~500 na Colômbia. Isto foi possível graças à estrutura única de DAO da Dash que permite que a rede financie vários projetos que desenvolvem a rede, em vez de depender de financiamento de terceiros que pode ter segundas intenções. A Dash também traz mais comerciantes se integrando com importantes parceiros de vales-presente como Bitrefill, eGifter, Coincards, e mais que permitem que os consumidores façam compras em ainda mais lugares. O uso da Dash de InstantSend automático permite que os consumidores façam compras instantaneamente sem temer o risco de um ataque de gasto duplo. Além disso, o PrivateSend da Dash permite que estes consumidores protejam sua privacidade em países com líderes autoritários. Todas essas opções colocam mais poder nas mãos dos consumidores pois eles agora têm liberdade monetária e financeira que eles podem realmente usar na vida real.