This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O CEO do Dash Core Group (DCG), Ryan Taylor, explicou como uma tecnologia que “será lançada em breve” na rede Dash vai trazer os tão aguardados benefícios da adoção para o Dash e para as criptomoedas no geral.

Desde a criação do Bitcoin como moeda alternativa, a jornada de implementação nos meios convencionais vem sendo feita. De fato, várias outras criptomoedas foram criadas depois do Bitcoin como resultado da tentativa de resolução de problemas acerca da adoção. Um grande aspecto deste problema foi sobre como integrar as criptomoedas nos sistemas existentes.

DAPI, a API descentralizada

A futura API Descentralizada (DAPI) é um dos maiores componentes arquitetônicos da Plataforma Dash, que está sendo construída pelo Dash Core Group (DCG). O propósito dessa plataforma é permitir que os desenvolvedores integrem suas aplicações na rede p2p do Dash, que se transformará numa nuvem com a ajuda da DAPI e do seu componente irmão o Drive.

Apesar do Drive servir o propósito de armazenar dados na nuvem, a DAPI permitirá que os clientes integrem seu aplicativos com a rede de maneira efetiva. A DAPI é uma API de HTTP que expõe extremidades JSON-RPC. Isto dá um canal para os desenvolvedores enviarem e buscarem dados dos aplicativos via Drive, assim como fazer consultas a blockchain. Com isso, a funcionalidade do Insight pode ser replicada com uma interface mais amigável para os desenvolvedores. A DAPI dá aos desenvolvedores o mesmo acesso e segurança de um nó completo sem o custo e o peso da manutenção.

Os problemas persistentes com a adoção das criptomoedas

Apesar dos usuários e dos grandes players poderem ostentar algumas grandes conquistas no espaço das criptomoedas hoje, a integração em empresas ainda é um aspecto não conquistado. Seja para o Bitcoin ou para qualquer outra criptomoeda, ainda não foi alcançada uma integração completa com os meios convencionais. Comerciantes e empresas que conseguem adotar criptomoedas agora o fazem com alguns processos bem complexos e caros. É por isso que a DAPI é tão importante para a resolução da barreira de adoção para as criptomoedas.

Uma entrevista recente do Ryan Taylor na Startup Grind Phoenix explica as complexidades que existem na indústria atualmente, tanto pelo lado do comerciante quanto pelo lado do desenvolvedor nos pagamentos eletrônicos. Ela também aponta as deficiências nas redes existentes, como o Bitcoin, enquanto realça as dificuldades que os usuários por enquanto passam para usar criptomoedas em pagamentos:

“Quando o assunto é o lado dos desenvolvedores ou o lado dos comerciantes nos métodos eletrônicos de pagamento, há algumas coisas que você precisa ter. Você precisa ter integrações nos serviços. Não tem ninguém que pague por isso no caso do Bitcoin, a não ser que alguém que tenha muito Bitcoin decida doar algum dinheiro para que isso seja feito. O segundo é que você deveria ter uma facilidade de uso para que os programadores sejam capazes de se integrarem sem dificuldade, APIs facilmente acessíveis e outras coisas assim. Não há APIs para o Bitcoin. Você precisa hostear o seu próprio nó ou pagar por um serviço que hosteie um para você. Você precisa usar interfaces desajeitadas para se comunicar com a rede a não ser que você esteja pagando por um serviço de API que foi construído em cima do Bitcoin. Não é fácil de se integrar.”

O Dash está focado em construir soluções que funcionem para adoção nos meios convencionais

Como mencionado acima, um bom número de criptomoedas que foram feitas depois do Bitcoin começaram com a intenção de fazer acontecer a adoção desta nova tecnologia. De todas elas, o mais avançado nesse objetivo é o Dash ao que tudo indica. Esta meta é enfatizada pelo projeto Evolution que o DCG vai lançar em 2019. De acordo com Taylor, este projeto vai resolver todas as deficiências de adoção que envolvem as criptomoedas, especialmente o Bitcoin.

Tendo já resolvido o problema da velocidade por meio de suas transações instantâneas. O Dash está indo à frente para se estabelecer como o sistema ideal de pagamentos que vai beneficiar tanto os clientes quanto os comerciantes mais do que qualquer outra criptomoeda existente ou sistema convencional de pagamento existente.

Com o lançamento iminente da Evolution, Taylor nota que a facilidade de uso será tão maior que as taxas de conversão vão pular de 40% com cartões de crédito, para cerca de 87%. Ele também nota a introdução de incentivos para os usuários do Dash que saírem de outros métodos de pagamento. Isto inclui um programa opcional de Dash-back que será financiado pelos comerciantes e vários outros benefícios que estão destinados a tornar a adoção das criptomoedas uma realidade para os usuários.