This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Para aqueles que querem gastar Dash regularmente, serviços de vale-presente são indispensáveis. Serviços como Bitrefill, Bitcoin Superstore, Coincards.ca, e GiftOff dão a opção de comprar em milhares de grandes varejistas pelo mundo com Dash, sem a necessidade de fazer o varejista aceitar pagamentos em Dash diretamente.

Por que cartões presente e criptomoedas andam juntos

Cartões presente aparecem de maneira mais proeminente no mundo das criptomoedas do que no comércio comum, e isso não é uma coincidência. Um desafio central para a revenda de cartões presente online é a limitação dos métodos de pagamento existentes. Cartões de crédito, PayPal, e outros métodos usados no comércio online têm transações reversíveis. Por conta disso, é inerentemente arriscado vender um vale-presente que pode ser gasto instantaneamente enquanto o pagamento usado para comprá-lo pode ser revertido mais tarde. A maior parte das grandes criptomoedas têm transações irreversíveis depois de confirmadas pela rede, nesse ponto nada menos do que um grande ataque à rede pode revertê-los. Isto torna a compra online de vale-presentes com criptomoedas um negócio muito mais seguro.

O vale-presente na economia das criptomoedas funcionam assim: fornecedores adquirem vales-presente com um desconto de valor nominal através de compras no atacado (para as empresas isso é na prática uma pré-venda garantida de mercadorias), ou de vendedores que receberam os cartões e presentes e gostariam de usar o dinheiro para gastar em outro lugar, ou por vendedores dispostos a vender com desconto de maneira a adquirir criptomoedas de maneira privada. Os fornecedores então revendem os cartões para os usuários de criptomoedas, lucrando vendendo pelo valor nominal ou com um desconto. Os compradores agora são capazes de usar criptomoedas onde antes não poderiam, ou são capazes de transferir valor das criptomoedas sem precisar de lidar com casas de câmbio lentas e custosas, ou revelar sua identidade financeira.

Vales-presente no último avanço de adoção do Bitcoin

Durante o avanço de adoção do Bitcoin começando em 2014 até o final de 2016, serviços de vale-presente tinham um lugar proeminente na experiência de usuário do Bitcoin. Em especial, Gyft e Purse se tornaram grandes figuras do cenário comercial do Bitcoin. O Gyft permitiu que usuários do Bitcoin comprassem de milhares de lojas pelo mundo, e por um longo tempo esse processo era instantâneo pois a percepção do risco de um gasto duplo ou de outras falhas de transação era baixo, significando que um usuário poderia comprar um vale-presente depois de entrar na loja e usá-lo para a compra momentos depois. O Purse criou uma economia inteira devido a liquidez significativa e utilidade dos códigos de vale-presente da Amazon, efetivamente criando um ponto central de compras para usuários do Bitcoin.

No entanto, as confirmações lentas e altos custos de transação da rede do Bitcoin, tiraram uma fatia significativa da lucratividade desse modelo de negócios. Serviços de vales-presente começaram a exigir que as transações fossem confirmadas antes de liberarem os cartões, enquanto os vários dólares de taxas reduziam, ou até mesmo eliminavam, as margens de lucro.

O InstantSend da Dash pode atenuar a fronteira entre uma compra direta e um vale-presente

Oferecendo a mesma funcionalidade básica de transações irreversíveis de muitas criptomoedas, a Dash também está bem posicionada para a indústria de vales-presente, com uma importante vantagem: o InstantSend. A habilidade da Dash de liquidar transações em segundos significa que uma entrega instantânea e segura de vales-presente é sempre viável. Isto pode criar uma experiência similar a comprar diretamente com Dash. Por exemplo, usando o Bitrefill para comprar códigos de vale-presente na Amazon o InstantSend processa esse pedido instantaneamente, permitindo que usuários comprem produtos da Amazon com Dash tão rápido quanto digitam um número de cartão de crédito.