This post is also available in: Français Deutsch Русский English

A capitalização de mercado das criptomoedas com masternodes reflete a presença do projeto no Twitter de acordo com a Omni Analytics, com o Dash bem ranqueado em ambos.

De acordo com os consultores de dados e estatística Omni Analytics Group, observou-se que a capitalização de mercado de vários projetos de criptomoedas que empregam infraestrutura de mastenodes estava correlacionada com a percepção do quão grande e vibrante é a comunidade nas redes sociais, como medido pela atividade no Twitter:

“Nos quase dois anos que estivemos analisando masternodes, a correlação [positiva] entre capitalização de mercado e presença no Twitter nunca oscilou.

De onde vêm esses rankings? O primeiro passo foi olhar o básico… capitalização de mercado vs. likes por tweet. Naturalmente, moedas maiores com comunidades maiores tinham uma vantagem aqui. A mesma ideia com a análise dos retweets por tweet de uma moeda com masternodes.”

De todas as moedas pesquisadas pela Omni Analytics, o Dash está ranqueado no top 5 em likes por tweet, se posicionando significativamente mais alto que todas as outras moedas com masternodes. O Dash foi a primeira criptomoeda a estrear o conceito de masternode — nós incentivados que exigem prova da posse de uma certa quantia para garantia — e desde então inspirou centenas de imitadores da tecnologia.

A importância crescente da atividade no Twitter para trazer investimentos nas criptomoedas

A Omni Analytics não foi o primeiro grupo a correlacionar investimento nas criptomoedas com atividades no Twitter. Recentemente a plataforma de trading de criptomoedas eToro lançou, em parceria com The TIE, um portfólio de trading baseado nas atividades das redes sociais. O portifólio, intitulado TIE-LongOnly CopyPortfolio, baseia as recomendações de composição do portfólio no sentimento percebido no Twitter — tanto positivo quanto negativo — em torno dos vários projetos incluídos. Este portfólio favorece pesadamente o Dash, com uma parcela relatada de 47% de todo portfólio em Dash. Isto ecoa o que a Omni Analytics encontrou, que o Dash tem uma presença significativa de sua comunidade nas redes sociais, um fato que levou a investimento no projeto.

O crescimento do Dash de acordo com variadas métricas

Além das descobertas da Omni Analytics e eToro, o Dash exibiu crescimento em outras áreas também. O hashrate de mineração da rede do Dash continuou a crescer apesar de perdas no preço, em contraste com competidores como Litecoin, que continuam a cair. O mesmo se aplica a outras métricas como endereços ativos e número de transações, que também mostram o Dash como um forte competidor. Finalmente, o CEO do Dash Core Group Ryan Taylor destacou que o uso real cresceu 178% no ano, superando significativamente os competidores, muitos dos quais estagnaram ou até caíram.