This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Mais uma conquista foi alcançada pela criptomoeda Dash Dinheiro Digital, com o número total de masternodes na sua rede ultrapassando os 5 000. Este número foi visto em um relatório da rede que foi gerado na Terça, 16 de Julho de 2019.

Nesse relatório, dentre os 5 000 masternodes que foram criados na rede Dash, somente 4 872 deles estão atualmente habilitados. O que isso significa é que 118 masternodes estão inativos, disfuncionais ou rejeitados pela rede Dash. No momento da escrita, a última contagem mudou levemente para 4 999 no total e 4 890 ativos, significando que um nó saiu enquanto um total de 18 nós dormentes ficaram online.

As elevadas exigências de performance para os masternodes do Dash podem ter causado a discrepância

Este ano, os padrões de performance para mastenodes na rede Dash foram elevados. Isto envolveu a ativação do spork de geração distribuída de chaves (DKG), levando à criação de quóruns longevos de masternodes (LLMQs), que possibilitaram outras inovações, incluindo a proteção contra ataques de 51% ChainLocks.

Masternodes que não conseguiam cumprir os requisitos foram rejeitados e desconectados da rede, levando a uma queda na quantidade de masternodes ativos na época. Dos 4 945 masternodes que estavam online durante a ativação do spork DKG, 4 704 deles permaneceram. Significando que somente 239 masternodes foram desconectados.

Desde então uma boa parcela deles retornou e está em execução, se somando aos novos masternodes ingressando na rede. Este é um bom sinal e um indicativo de crescimento na rede Dash. De fato, um total de 56.03% do suprimento inteiro do Dash está atualmente garantindo masternodes. Isto totaliza um valor de 623 694 181 USD considerando 124 739 USD por nó.

Implicações do número de masternodes na segurança da rede

Um aumento no número de masternodes tem implicações diretas na segurança da rede do Dash. Entre outras razões, uma simples ilustração explica como essa lógica se aplica à rede.

Ao contrário de outras criptomoedas, nas quais um atacante pode simplesmente alugar hashrate para ameaçar a rede, isto não seria nem o começo no caso do Dash. Antes que você pudesse sequer começar a pensar em atacar a rede Dash, até 60% do suprimento inteiro de moedas precisa estar sob o seu controle. Portanto o número crescente de masternodes que reflete uma maior demanda por moedas do Dash torna mais caro se aventurar numa tentativa de ameaça à segurança da rede que você nem conseguirá executar.

Isto sem nem mesmo considerar a implementação do ChainLocks que foi mencionada acima, que torna o Dash imune a ataques de 51%, e a nova hashrate recorde de 4 petahashes recentemente alcançada pela rede.

Serviços e ferramentas reduzem a barreira de entrada para posse de masternodes

Não há dúvidas que o Dash é uma das criptomoedas mais notáveis em existência hoje. Ainda assim, os desenvolvedores continuaram a melhorar o sistema como um todo para beneficiar a sua comunidade. Ter um masternode hoje como um indivíduo é muito mais caro do que alguns anos atrás. Bem, na verdade isso é algo bom para o Dash, que se valorizou com o aumento da demanda.

No entanto, a introdução de serviços de pool de masternodes, como o CrowdNode deu aos usuários com menos capital a oportunidade de participar no lucrativo sistema de manutenção da rede do Dash. Também há a SALT Lending que oferece suporte para masternodes. Com a SALT, os usuários são capazes de coletar um empréstimo em moeda fiduciária usando seus Dashs como garantia. Esses são modelos bem-sucedidos e inovações que estão sendo copiados por outras plataformas e criptomoedas, a mais recente das quais o Monero que está lançando sistemas bem similares aos Masternodes do Dash.