This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Um novo artigo de pesquisa lançado pelo Imperial College London e eToro prevê que as criptomoedas podem se tornar uma forma convencional de pagamentos dentro da próxima década, mas o artigo também delineia os problemas que precisam ser resolvidos antes.

O relatório dá um breve plano de fundo sobre criptomoedas, Tecnologias de Ledger Distribuída (DLT), smart contracts, e também diferencia criptomoedas, cryptocommodities, e cryptotokens. No decorrer do relatório, eles listam vários problemas que as criptomoedas têm que superar, mas ainda têm a “convicção que as criptomoedas ganharão adoção global convencional dentro da próxima década”. O relatório teoriza como as criptomoedas podem atingir os três princípios de uma moeda: meio de troca, unidade de contabilidade e reserva de valor. Eles também discutiram um tema transversal que será importante na adoção geral.

“Finalmente, empresas DLT, criptomoedas e criptoativos precisam investir em design thinking já que um design amigável para o usuário está no cerne de qualquer tecnologia adotada com sucesso. Só então podemos esperam uma continuação do crescimento exponencial de adoção que vimos nas fases iniciais da tecnologia.”

O relatório deu um contexto discutindo a evolução do dinheiro desde as moedas-mercadoria até as moedas fiduciárias e moedas eletrônicas centralizadas atuais. O relatório considerou uma citação do Morris Perlman, Macroeconomics (3a edição), 1999 sobre moedas fiduciárias para ressaltar que o medo que o medo que a maior parte das pessoas expressam sobre as criptomoedas — não ser lastreada por nada — na verdade existe nas moedas fiduciárias que eles usam diariamente.

“O dinheiro é como um mito que só requer imaginação para sua criação, mas fé para sua efetividade”

O relatório então discutiu os desafios que as criptomoedas enfrentam para alcançar adoção como meio pagamento convencional, incluindo regulamentação, reputação, privacidade, confiança, volatilidade, redimensionabilidade, incentivos e usabilidade.

Obstáculos a serem superados para alcançar adoção como meio de pagamento convencional

Um dos maiores problemas em que o artigo se focou foi o da volatilidade já que eles afetam que isso afeta todos os três aspectos de dinheiro que uma criptomoeda está tentando atingir; meio de troca, unidade de contabilidade e reserva de valor. O artigo fala sobre várias tentativas de resolver a volatilidade das criptomoedas tais como o USDT, o Dai do Ethereum, e o projeto CENTRE do Circle, mas também reconhecem as incógnitas circundando cada um desses projeto. A Dash no entanto, está no caminho para reduzir sua volatilidade, até mesmo abaixo da do Bitcoin, oferecendo uma combinação de usabilidade em transações cotidianas com comerciantes pelo mundo e investimentos favoráveis por meio de seus Masternodes.

O artigo também discutiu a usabilidade das criptomoedas e como várias criptomoedas “possuem restrições no tamanho de bloco ou na complexidade de transações, e deliberadamente regulam a taxa com que blocos são publicados”. O artigo mencionou como isso levou a gargalos nas redes do Bitcoin e do Ethereum seis meses atrás e fez com que as taxas de transação e tempos de confirmação aumentassem dramaticamente. Os autores então discutiram as várias soluções on-chain, off-chain e de atomic swaps que estão sendo desenvolvidas como soluções possíveis. No entanto, outro estudo recente em parceria com a ASU, indica que a Dash pode se redimencionar, on-chain, até blocos de 10 MB em intervalos de 2.5 minutos, o que iria suportar cerca de 120 transações por segundo ou pouco mais da metade do que o PayPal processa. Isso se soma ao histórico da Dash de manter transações consistentemente baratas, rápidas e seguras.

Interessantemente, o estudo também chama atenção para a natureza pública das criptomoedas como uma desvantagem para grande adoção por parte das empresas. O estudo argumenta que, já que registros públicos armazenam todas as transações abertamente para estarem disponíveis ao público, isto abre a oportunidade para sabotagem industrial entre corporações espionando os gastos de seus competidores. A Dash é capaz de oferecer um meio termo ao oferecer, dentro de um mesmo ecossistema, a opção de ainda armazenar todas as informações numa blockchain pública, enquanto ainda oferece uma privacidade adicional e opcional com o PrivateSend.

O artigo também discutiu mais barreiras que as criptomoedas têm que superar para alcançar adoção enquanto meio de pagamento convencional, mas a profundidade é muito extensa para este artigo. No geral, o artigo do ICL acredita que as criptomoedas podem alcançar adoção como meios de pagamentos convencionais, se procederem corretamente.

A Dash está resolvendo as barreiras no caminho da adoção como meio de pagamento convencional

Como mencionado anteriormente, a Dash está dando largos passos em desenvolvimentos tecnológicos para resolver muitas das barreiras para adoção no meio convencional. A Dash está se tornando relativamente menos volátil, se redimensionando para lidar com mais transações, e oferecendo privacidade opcional para trabalhar nos meios corporativos. Essas funcionalidades ajudarão a Dash a se tornar um meio de troca, unidade de contabilidade e reserva de valor. As taxas de adoção indicam que os comerciantes e consumidores já estão reconhecendo os benefícios da Dash. Recentemente, o Rewards.com anunciou uma integração com a Dash, que atualmente permite que os consumidores ganhem recompensas em Dash e em breve permitirão que eles façam compras em mais de 7 000 lojas usando Dash. Há mais de 1400 comerciantes listados no DiscoverDash.com e o número de transações está atingindo níveis recorde, o que indica que a Dash está sendo cada vez mais usada para transações cotidianas.

O artigo do Imperial College London delineia os fatores que precisam ser resolvidos para as criptomoedas serem adotadas amplamente. A comunidade da Dash, o Dash Core Group, e a DAO têm trabalhado duro para resolver esses problemas e já vimos resultados com suas melhorias para a rede e adoção por parte dos consumidores e comerciantes. Além disso, a Dash está trabalhando na Evolution para se tornar ainda mais amigável ao consumidor em termos de experiência e interface do usuário. A combinação das inovações tecnológicas da Dash com sua estrutura única de incentivos permite que a comunidade da Dash, o Dash Core Group, e a DAO trabalhem consistentemente e produtivamente para tornar a Dash bem amigável para o consumidor, de maneira que seja útil na vida cotidiana.