This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O Dash Merchant ― Venezuela, que vem ajudando a estimular a adoção e o uso em ampla escala da Dash na Venezuela, recentemente filmou um vídeo demonstrando que a SmartCity, vendedora de celulares KRIP, vendeu mais de “6 ou 7 mil celulares”.

A parceria da Dash com o KRIP possibilitou que seus celulares viessem pré-carregados com carteira Dash, Bitrefill, Uphold, algumas Dashs em carteira de papel, e mais. O Dash Merchant ― Venezuela também fez uma parceria com o KRIP para ajudar os consumidores a usar seus telefones e deixá-los prontos para gastar em minutos. Isto permitiu que a Dash fosse facilmente adotada e usada na Venezuela.

No entanto, somente 40% dos Venezuelanos possuem smartphones, então para servir aos outros 60% dos Venezuelanos, o Dash Text permite que os consumidores gastem e recebam Dash facilmente com celulares básicos (que não são smartphones). Eles já observaram a criação de mais de 3 000 carteiras Dash Text. Alejandro Echeverría, cofundador do Dash Merchant — Venezuela, Dash Text e Dash Help contou como a adoção do Dash Text tem sido concentrada nas partes rurais da Venezuela, mas que isto poderia mudar.

“Em termos percentuais, a área rural tem quase 100% de carteiras Dash Text (naturalmente). Mas na cidade a taxa é bem alta pois as pessoas perceberam que usar o Dash Text é mais fácil do que usar a carteira normal de smartphone (não precisa de download/internet) e como o nosso sistema de POS do Dash Merchant já tem uma funcionalidade própria para Dash Text, é bem conveniente usar o Dash Text para tudo.”

A adoção dos comerciantes e dos consumidores é uma prioridade da Dash

O foco da comunidade venezuelana da Dash na adoção dos comerciantes é visto nos 2 400 comerciantes que atualmente aceitam Dash por lá. Alejandro e seu time têm feito gravações em vídeo desses comerciantes e das compras usando a hashtag “#VenezuelaPaysWithDash” (A Venezuela Paga com Dash). O time também espera em breve tornar disponível um “visualizador ao vivo de transações”, para que os indivíduos possam ver as transações venezuelanas de Dash. No momento, Alejandro diz que eles observam cerca de 80 transações por dia em média; mas isso é uma estimativa conservadora, porque nem todos os comerciantes usam o serviço de POS deles.

A Dash foca uma porção significativa tanto de seu desenvolvimento de código quanto da sua adoção pela comunidade na facilidade de uso, porque muitos membros da comunidade reconhecem que a redução dos custos de migração cria um processo mais fácil de recepção, e aumenta a probabilidade de adoção e de uso contínuo. Alejandro fez uma eloquente comparação disso com o velho sistema financeiro.

“Assim como os bancos têm os seus centros de suporte para ajudar seus clientes, a Dash também tem o seu. … É o primeiro centro de suporte no mundo de uma criptomoeda, e minha humilde opinião é que é um dos elementos cruciais da Dash, porque nenhuma outra criptomoeda oferece suporte para seus usuários dessa maneira.”

A Dash permite que os consumidores continuem com a facilidade de uso do velho sistema financeiro com que estão acostumados, mas também oferece uma moeda mais forte e transparente, junto com taxas mais baratas e maior controle sobre seus dados.

O desenvolvimento da Dash está disparado na frente

A Dash conseguiu esta grande adoção com uma das DAOs mais antigas em funcionamento no setor das criptomoedas, que permitiu que a Dash desenvolvesse transações que se encaixem em um tempo médio de bloco de 2.6 minutos por menos de 0.0005 USD. Isto está prestes a ficar ainda mais rápido com o InstantSend automático, que irá trancar de maneira segura transações simples (de menos de 4 inputs) em 1-2 segundos sem taxas adicionais. Além disso, a Dash anunciou o desenvolvimento do ChainLocks, que dá à Dash uma proteção significativamente maior contra ataques 51% que a das outras criptomoedas. Além disso a Dash está planejando lançar os primeiros estágios da Evolution, que vai criar uma interface de usuário ainda mais amigável com usuários blockchain e outras funcionalidades.

Mesmo ignorando a especulação futura, a Dash está experimentando uma grande adoção hoje. A Venezuela está de longe na liderança, mas os Estados Unidos já têm cerca de 500 comerciantes, e a Colômbia não está muito atrás com mais de 300 comerciantes e em rápido crescimento. Os consumidores também podem comprar vales-presente com a Dash no Bitrefill pelo mundo, ou com o Coincard.ca no Canadá, o que faz com que numerosos restaurantes, lojas, provedores de celular, e mais estejam disponíveis para usuários da Dash. A Dash está atingindo os objetivos originais das criptomoedas de ser uma moeda digital, descentralizada, peer-to-peer que seja prática para uso no cotidiano.