This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

As lojas Samsung Experience operadas pelo Grupo Tech com várias unidades no Panamá e na Venezuela decidiram integrar a solução de ponto de venda Cryptobuyer Pay em vários locais de cada país.


A integração permitirá que lojas “ofereçam uma ampla gama de eletrônicos para o consumidor, telefonia móvel, TVs, eletrodomésticos, entre outros produtos que agora podem ser pagos com criptomoedas como Bitcoin, Dash, Litecoin, e XPT nos próximos meses”.

De acordo com o CEO do Cryptobuyer Jorge Farias, a integração foi conseguida devido à promessa que os comerciantes locais veem nas criptomoedas como os pagamentos do futuro:

“Foi um longo processo de negociações e diligência prévia, mas no final eles viram a qualidade e o crescimento dos comerciantes da rede do Cyptobuyer Pay e querem ser parte deste novo setor de pagamentos móveis que está aqui para ficar. Por exemplo, o Panamá é conhecido como o centro das Américas pelos montes de conexões chegando e saindo do país, e eles veem as possibilidades de alcançar o nicho dos viajantes e nômades digitais que podem gastar nas suas lojas.”

A integração permitirá que as lojas participantes convertam para moeda fiduciária em qualquer proporção necessária e mantenham uma porção dos pagamentos em criptomoedas, de acordo com Farias:

“Eles escolhem converter os fundos para moeda fiduciária, mas mantêm uma porcentagem em criptomoedas. Este é o principal diferencial do nosso serviço: nó não somos somente uma solução de ponto de venda, nós também somos um processador de pagamentos flexível que pode ser adaptado para quaisquer comerciantes. Todos são diferentes e têm uma ampla variedade de necessidades.”

De acordo com o site da Samsung, “cada loja Samsung Experience é uma oportunidade para se imergir completamente nas nossas últimas tecnologias, participar de evento ou workshop prático, ou conseguir reparos e suporte dos nossos experts”. Este é um esclarecimento importante pois no ano passado o CopPay anunciou uma integração com as lojas premium de revenda da Samsung nos três estados Bálticos, mas o QG da Samsung logo depois revelou que eles nunca aprovaram esta ação. Depois que o QG da Samsung esclareceu seu conhecimento acerca da integração, a loja de revenda acabou suspendendo os seus planos de aceitar criptomoedas.

Oferecendo opções extras para consumidores que precisam de escolhas

A expansão do ponto de venda do Cryptobuyer Pay para as loas da Samsung no Panamá, e especialmente na Venezuela, demonstra a influência que as criptomoedas estão tendo na região e começa a criar os efeitos rede e encorajar mais indivíduos e negócios a adotarem criptomoedas. Ao dar mais opções para os seus consumidores, as lojas da Samsung Experience podem permitir que os indivíduos que estão fugindo da hiperinflação da sua moeda sem precisar submetê-los ao processo potencialmente difícil de câmbio toda vez que eles quiserem fazer uma compra. Enquanto não é a Samsung Corporate e portanto não tem efeito global, ainda cria a habilidade para as criptomoedas serem associadas com uma grande marca, e mais diretamente relacionada do que ter de usar um site de terceiros ou vales-presentes para usar criptomoedas para comprar produtos Samsung.

Farias acredita que o sucesso da Dash na Venezuela e em Países vizinhos pode ter cumprido um papel na negociação da integração:

“Obviamente a quantidade de locais aceitando Dash não só na Venezuela, mas também no resto da região, é algo que foi aproveitado não só nesta negociação, mas no resto dos novos parceiros que vamos anunciar nas próximas semanas. A Dash é uma moeda realmente focada em pagamentos, e isto combinado com a experiência no campo e as centenas de transações manejadas pelos sistemas do Cryptobuyer são uma combinação de arrasar.”

O Cryptobuyer está tendo uma penetração de mercado significativa na América Latina, tendo também recentemente posicionado caixas eletrônicos na grande loja de departamento Traki, para oferecer liquidez em suas 46 unidades juntamente com transações taxa zero para Dash. O Cryptobuyer foi muito focado em oferecer valor de usabilidade cotidiana para os consumidores, tanto que no início de 2018 eles precisaram remover o Bitcoin pelo fato de que “a rede [era] menos eficiente, mas lenta e portanto mais cara de se transacionar”. Ainda assim, eles adicionaram o Bitcoin de volta desde então, mas a Dash se beneficiou de uma maior adoção nos últimos anos pois ela pode realmente ser usada em compras cotidianas.

Farias adicionou que isto é parte de um grande plano de expansão regional e “…não é só algo na Venezuela, mas também no Panamá, e nós estamos adicionando mais cadeias na região além da Venezuela. Estamos indo México e para a Argentina muito em breve.”

Completando a lista de compras dos consumidores com Dash

A Dash já é aceita em cerca de 2 500 comerciantes pela Venezuela graças aos grupos de divulgação no país que conseguiram a adoção em comerciantes que vão desde comida, bebidas, roupas, e muito mais. Uma das maiores integrações na região foi o Kripto Mobile, que começou a lançar seus celulares com carteiras Dash, Uphold, Bitrefill, e outras funcionalidades da Dash pré-instaladas para o celular de maneira que os consumidores possam facilmente começar a adquirir e usar Dash quase imediatamente após a compra. Foi recentemente reportado que mais de 66,000 celulares KRIP foram vendidos e isto foi antes da integração com o celular simples do Dash Text. A Dash se tornou popular na região pelo próprio fato que ela funciona como um dinheiro digital alternativo para o cotidiano que é rápido, barato, confiável, e seguro. Agora, os consumidores terão outra grande marca onde fazerem compras com suas Dashs e serem capazes de influenciar outras grandes lojas de marca a adotarem a Dash.