This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O sucesso da Dash na Venezuela foi destacado recentemente por um artigo do Business Insider que discutiu como a Dash está suplantando outras opções de moeda no país.

O artigo começou mencionando como a Venezuela está em via de sofrer uma inflação de um milhão por cento este ano, e como há uma confusão acerca da solução tentada pelo governo. O artigo então segue falando com Ryan Taylor — CEO do Dash Core Group — sobre como a Dash está “observando dezenas de milhares de downloads de carteiras no país a cada mês”. O artigo então falou sobre como a Dash é capaz de oferecer suas velocidades rápidas de transação, taxas baixas, segurança, facilidade de uso, e uma DAO para oferecer serviços para que os consumidores e comerciantes melhorem suas vidas, o que inclui ser uma reserva de valor melhor quando comparada com o Bolívar.

Ryan destacou como “no início de Julho, [a adoção dos comerciantes] estava em cerca de 400, e já estamos em 800”, e como a Dash está “registrando mais de 200 comerciantes por mês”. Ryan também adicionou que a Dash “recebeu 94 novos comerciantes Venezuelanos no DiscoverDash.com desde a última semana, o que é cerca do dobro do ritmo normal de 50 comerciantes por semana dos últimos dois meses”. O sucesso da Dash na Venezuela levanta a questão do que levou a esse sucesso e como ele pode ser replicado em outros países com uma inflação menos extrema.

A Dash é capaz de crescer onde outras criptomoedas têm dificuldade

A Venezuela trouxe uma oportunidade única para a Dash porque a moeda deles faliu de tal maneira que muitos consumidores e comerciantes são mais tolerantes ao risco de tentar uma nova tecnologia se oferecendo para ajudá-los. Então apesar da flutuação das criptomoedas em relação à maior parte dos pares com moedas fiduciárias, a Dash é relativamente mais estável que o Bolívar. Isto levou a um gráfico relativamente correlacionado que mostra a adoção da Dash pelos comerciantes aumentando conforme a inflação continua a piorar no país.

Dados sobre inflação do tradeingeconomics.com e dados do DiscoverDash e Mark Mason sobre comerciantes Dash

Apesar de correlação não implicar causalidade e na falta de uma regressão completa — que necessitaria de dados adicionais — pode-se formular a hipótese de que a inflação está fazendo mais usuários adotarem a Dash. Portanto seria sábio observar como a inflação em outros países está afetando outras criptomoedas. Abaixo estão alguns gráficos para Venezuela, Turquia, Argentina e Nigéria construídos com dados do tredeingeconomics.com sobre inflação, e dados sobre o volume de transações de Bitcoin no LocalBitcoins via coin.dance — não é um indicador perfeito de uso, mas uma medida adequada para distinguir o uso em países com dados limitados. Além disso, apesar de adoção por comerciantes ser diferente de volume de negociações, ainda podemos formular a hipótese de que, já que a adoção da Dash e do Bitcoin ainda é bastante jovem, comerciantes que aceitam criptomoedas terão que convertê-las de volta para moedas fiduciárias em algum momento para pelo menos pagar algumas das suas contas, fornecedores e portanto afetarão o volume. Esta hipótese argumenta que os números de adoção de comerciantes estão em certo nível correlacionados com volumes de negociação já que o primeiro está incluído no segundo. Além disso, a adoção da Dash pelos comerciantes pode ser vista como uma aproximação para as transações de Dash pelos consumidores dentro das fronteiras Venezuelanas. Essas hipóteses permitem uma comparação entre os gráficos acima e abaixo.

Dados sobre inflação do tradeingeconomics.com e dados sobre volume de Bitcoin da coin.dance

Dados sobre inflação do tradeingeconomics.com e dados sobre volume de Bitcoin da coin.dance

Dados sobre inflação do tradeingeconomics.com e dados sobre volume de Bitcoin da coin.dance

Dados sobre inflação do tradeingeconomics.com e dados sobre volume de Bitcoin da coin.dance

Esses atributos, juntamente com a comunidade forte da Dash, permitiram que a Dash experimentasse rápida adoção na Venezuela, assim como cada vez mais sucesso na Colômbia, Panamá, Brasil, México e Argentina. A Dash também está se expandindo rapidamente pela África, Austrália, partes dos Estados Unidos, Canadá e Europa. Essa ampla adoção, incluindo países com inflação, é possível por conta da extensa rede da comunidade Dash. Conforme a Dash continua sua rápida adoção (mais de 2000 comerciantes pelo mundo estão no DiscoverDash), isto criará um efeito rede. Então a adoção significativa da Dash criará ainda mais uso e velocidade dentro da rede da Dash, o que trará uma estabilidade ainda melhor e permitirá que a Dash ajude mais indivíduos ainda pelo mundo.