This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

A Fidelity — firma de investimento que gerencia mais de 7.2 trilhões de USD em ativos de clientes — anunciou que lançará uma companhia separada chamada Fidelity Digital Asset Services para lidar com custódia de criptomoedas e executar negociações para investidores institucionais.

Essa nova Fidelity Digital Asset Service emergiu da incubadora para projetos de inteligência artificial e de blockchain Fidelity Center for Applied Technology (FCAT). O novo chefe da Fidelity Digital Assets — Tom Jessop — disse que o serviço surgiu quando eles viram “que havia certas coisas que as instituições precisavam que só uma empresa como a Fidelity podia oferecer”. A chefe de investimentos e CEO da Fidelity — Abigail Johnson — disse que eles esperam “continuar investindo e experimentando no longo prazo com maneiras de tornar esta classe emergente de ativos mais simples para os clientes entenderem e usarem”.

A nova companhia usará armazenamento frio para o armazenamento das criptomoedas, junto com uma crossing engine e um smart order router para a negociação de criptomoedas. Isto permitirá que investidores institucionais executem negociações em múltiplas plataformas de mercado, mas os mercados específicos não foram anunciados.

Misturando as finanças tradicionais com uma nova classe de ativos

As criptomoedas são um setor muito novo, e têm um potencial significativo por buscarem ser um dinheiro digital peer-to-peer, além de ser uma maneira mais eficiente e segura de proteger informações na blockchain. Portanto, esse potencial poderia trazer recompensas financeiras significativas e é o porquê de muitos investidores estarem entrando no espaço. Contas de custódia trazem uma porta de acesso para muitos investidores institucionais que precisam de mais segurança e conhecimento para entrarem no espaço das criptomoedas, ao contrário de para investirem eles próprios.

A Fidelity está acompanhada no setor de custódia de criptomoedas pela Coinbase, Gemini, BitGo, Ledger, ItBit, pelo banco japonês Nomura, Goldman Sachs, e Northern Trust, que também estão cogitando oferecer serviços de custódia para permitir que mais investidores se envolvam no setor. No entanto, a Fidelity foi uma das primeiras a realmente lançar seu serviço e também uma das primeiras grandes firmas de investimento a se envolverem no setor das criptomoedas. A Fidelity começou com projetos de mineração em New Hampshire, em 2014, então firmou uma parceria com a Coinbase para permitir que os usuários vissem seu saldo de criptomoedas pelo app da Fidelity, e depois facilitou doações para caridade denominadas em Bitcoin em 2015. Outro grande investimento da Fidelity no espaço das criptomoedas foi a sua participação de 15% no Neptune Dash — a companhia negociada na bolsa que oferece posse fracionária de Masternodes da Dash e recentemente se expandiu para oferecer serviços de pooling de Masternodes. Isto expôs a Fidelity e os seus investidores aos sucessos e retornos da rede da Dash sinalizando sua confiança na Dash.

A Dash oferece investimentos mais acessíveis para mais indivíduos

A estrutura única de DAO da Dash aloca 45% das recompensas de mineração para os Masternodes em troca de ajuda para trazer mais segurança para a rede, o que dá um incentivo econômico para reservar as 1 000 Dashs necessárias como garantia para um Masternode da Dash. No entanto, esta grande soma pode ser restritiva para muitos indivíduos, semelhante a investidores institucionais, que frequentemente têm requisitos mínimos de capital. Como alternativa, emergiram serviços como a posse fracionária de Masternode, o pooling do Neptune Dash, e o pooling do Crowdnode para dar meios dos indivíduos ganharem esse retorno da rede sem serem restringidos pelos grandes requisitos de capital de um Masternode completo.

A maior participação na rede não só permite um uso e uma distribuição de riqueza da Dash mais equitativos, mas também uma rede mais robusta já que indivíduos passam a ser capazes de usar suas Dashs antes ociosas para ganhar uma participação e aumentar ainda mais a contagem de masternodes. O Sistema de Pooling de Masternodes e seus maiores investidores demonstram os incentivos econômicos da rede da Dash que aproveita as motivações individuais para criar uma rede mais segura e funcional.