This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

Os esforços de adoção do Dash voltaram seu foco para a criação de um ecossistema de economia de loop fechado incluindo programas de recompra para comerciantes buscando converter seus Dashs recém-adquiridos e clientes buscando comprar para poder gastá-los, incluindo uma nova solução para comerciantes do EletroPay.

Um vídeo recém-lançado do EletroPay, um terminal de ponto de venda que suporta Dash desenvolvido em parte pelo Rodrigo Ambrissi do Dash Brasil, recentemente lançou um vídeo demonstrando novas funcionalidades como um cartão de Dash NFC, assim como uma opção para um comerciante vender Dash para os seus clientes. Isto permite que os comerciantes facilmente disponham dos seus Dashs adquiridos por compras, permitindo pagar por gastos que ainda não aceitam Dash diretamente, assim como lidar com a volatilidade associada com segurar criptomoedas, ambos barreiras centrais para que os comerciantes aceitem Dash para pagamentos.

Além disso, isso cria uma situação na qual os comerciantes também podem agir como caixas eletrônicos, se juntando aos milhares de locais onde os consumidores podem comprar Dash sem usar uma casa de câmbio. A combinação de uma loja com ponto de venda com funções similares a um caixa eletrônico fortalece ainda mais a infraestrutura, mantendo uma economia de sistema fechado para aquisição e uso de Dash.

O crescimento do sistema de recompra em outras iniciativas de adoção

Deixar que comerciantes vendam os Dashs adquiridos em compras não é limitado ao sistema do EletroPay. A Dash Latam também faz um programa de recompra para os comerciantes, no qual membros do time vão até os comerciantes e se oferecem para comprar os Dashs que eles receberam dos clientes, para criar um modelo sustentável de negócios sem exigir que eles encontrem seus próprios meios de conversão quando for necessário ou desejado.

O Dash é aceito como pagamento em milhares de comerciantes pelo mundo, incluindo mais 1 000 comerciantes trazidos por uma parceria com o provedor de caixas eletrônicos e pontos de venda IQ CashNow. No entanto, o número de transações na rede como um todo ainda é muito pequeno para suportar transações diárias na maior parte dos comerciantes. Programas de recompra para os comerciantes podem ser uma melhoria.

O Dash está focado em soluções para uma economia de ciclo fechado

Uma área de foco central para os times de adoção do Dash são sistemas econômicos sustentáveis e de ciclo fechado, nos quais os clientes podem adquirir e gastar Dash, e têm um motivo forte para fazer isso, enquanto os comerciantes podem aceitá-lo como pagamento com segurança e, de forma semelhante, se beneficiarem da nova forma de pagamento. Isto é exemplificado pelo trabalho do Dash Cabimas, que afiliou um shopping no oeste venezuelano para aceitar pagamentos em Dash em seu estacionamento, incluindo agentes em campo para vender Dash para os clientes que quiserem usá-lo imediatamente para pagar pelo estacionamento. Isto economiza uma quantidade de tempo significativa em relação aos processadores tradicionais de pagamento, que podem levar mais de uma hora para processar um pagamento no estacionamento, deixando os clientes presos. Programas de recompra e funcionalidade de terminal como o EletroPay têm o potencial de recriar essa experiência de ciclo fechado.