This post is also available in: Français Deutsch Русский English

A Dash anunciou uma parceria estratégica com a Kripto Mobile para expandir a base de usuários da Dash na América Latina.

Numa parceria lançada oficialmente na conferência em Caracas na Venezuela do mês passado, a Kripto Mobile Corporation (KRIP) anunciou um acordo exclusivo com a Dash para uma nova linha de celulares capacitados para criptomoedas e voltados para a América Latina. De acordo com Luis Sosa, cofundador da Kripto Mobile, esta parceria expandirá o uso da Dash como moeda, em particular com as populações sem-banco:

“Estamos observando um período de transição incrível na América Latina com aqueles que estão sem-banco, mal servidos pelos bancos, ou com os que simplesmente não querem usar o sistema bancário tradicional. Combinar nossos celulares acessíveis com as capacidades de transações InstantSend da Dash e suas taxas baratas trará uma miríade de benefícios para essas comunidades. E com a adição do Bitrefill e outros apps da Dash — como a carteira Dash — em nossos celulares já dentro da embalagem, simplesmente não há maneira mais fácil de começar a usar uma criptomoeda como a Dash na vida cotidiana.”

Cada telefone Kripto Mobile na América Latina virá com uma paper wallet da Dash, permitindo que os usuários comecem a usar a Dash instantaneamente. Os celulares são vendidos por menos de 100 USD, o que também os torna uma opção acessível.

A nova parceria fecha o ciclo de adoção de trazer novos usuários para a Dash

A nova parceria com a Kripto Mobile fechará o ciclo de adoção e ajudará a criar novos usuários da Dash, não só investidores ou recipientes de doações isoladas. O chefe de desenvolvimento de negócios do Dash Core Bradley Zastrow notou como a parceria dará aos novos usuários tudo que eles precisam para se tornarem usuários consistentes:

“A estrada para a adoção pelos meios convencionais precisará de mais do que airdrops esporádicos ou doações similares. O que torna o celular KRIP tão único, além de ser um ótimo smartphone a um bom preço, é que ele torna essa experiência do usuário uma parte central de usar o celular. Direto da caixa, mesmo usuários que nunca interagiram com criptomoedas têm tudo que eles precisam, e trabalhando de perto com a Comunidade Dash e com o Dash Help Me, novos usuários terão a estrutura necessária de suporte disponível caso eles precisem de ajuda. A parte crítica para chegar aos meios convencionais é a necessidade de remover a fricção que existe hoje com a experiência das criptomoedas. Estamos fazendo isso com os celulares KRIP.”

Com as carteiras de papel e os apps pré-instalados nos celulares Kripto Mobile, os usuários serão capazes de ganhar Dashs instantaneamente e armazená-las, gastá-las em produtos e serviços reais, conseguir mais e contatar suporte para mais perguntas, tudo em um único aparelho, drasticamente reduzindo as lacunas e as barreiras para o uso da Dash.

A Venezuela está preparada para uma explosão da Dash

A Dash está numa posição especial para aproveitar uma adoção em massa na Venezuela. No momento da escrita, 1 033 comerciantes listados no DiscoverDash na Venezuela aceitam pagamentos em Dash. O chefe de desenvolvimento de negócios do Dash Venezuela Alejandro Echeverría acredita que os celulares Kripto Mobile terão um forte efeito na aceleração da adoção em seu país:

“[O Kripto Mobile terá um] efeito muito positivo, eles são tão, tão baratos que é um bom negócio para todos. Acredito que eles serão os celulares mais baratos no mercado agora. Além disso, ter uma gorjeta e a carteira Dash pré-instalada vai ajudar muito com a adoção. Além disso, a aliança com o Dash Help torna isso mais sólido.”

De acordo com Echeverria, a adição da Kripto Mobile é meramente outra parte da estratégia global da Dash para adoção em massa na Venezuela, que está entrando no segundo estágio do seu plano de três estágios:

“Como tenho sempre dito, temos que seguir nossa estratégia. O Estágio 1 era adoção dos comerciantes, e continuaremos fazendo isso, mas agora vamos focar nos comerciantes mais importantes para as pessoas no cotidiano: comida. Agora, o Estágio 2 é: colocar Dash nas mãos das pessoas. Para isso estamos trabalhando em um projeto de remessas, com mais detalhes vindo em breve. Então, o Estágio 3 (simultâneo com os Estágios 1 e 2): incentivar o consumo com descontos, promoções, programas de fidelidade. Além disso, precisamos manter os esforços promocionais: também estamos trabalhando numa campanha nas mídias sociais onde usaremos influenciadores digitais importantes. Isto ajudará a criar uma conscientização e um engajamento com a marca. Estamos trabalhando com o Fernando [Gutierrez] do Core para fazer isto acontecer. Trabalhar de maneira alinhada com a estratégia nos ajudará a alcançar adoção da maneira mais orgânica. Adoção real requer estratégias reais, não só airdrops.”