This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O Dash firmou uma parceria com um app de realidade aumentada (AR) Aircoins para distribuir Dash em cidades selecionadas pelo mundo.

O Aircoins, app de AR aproveitando geolocalização para criar caças ao tesouro para vários tokens de criptomoedas, anunciou que firmou uma parceria com o Dash para distribuir moedas pelo mundo para que novos usuários as coletem, saquem, e gastem. De acordo com Emal Safi, CEO do Aircoins, a parceria faz total sentido para envolver os usuários e levar clientes para negócios locais que aceitam Dash pelo mundo:

“O Aircoins está animado para integrar o Dash Dinheiro Digital e trabalhar estrategicamente com o Dash Core Group. O protocolo Dash é perfeito para os comerciantes e usuários das criptomoedas por conta das suas pequenas taxas de transação e funcionalidade de InstantSend. O Aircoins combina geolocalização, gaming e realidade aumentada para tornar as recompensas e o uso de Dash divertido e conveniente enquanto oferece uma experiência interativa. Essas inovações tecnológicas criam novas oportunidades de pagamentos e propagandas conforme aumentamos o tráfego de pessoas para lojas e comerciantes. O Aircoins criou uma vasta rede de usuários e ativos blockchain que motiva o crescimento de economias descentralizadas e impulsiona a adoção em massa.”

Quando os usuários baixam o app Aircoins, uma coleção de vários tokens — incluindo Dash — são distribuídos para o usuário encontrar. Adicionalmente, as distribuições de uma unidade completa de Dash (avaliada em cerca de 143 USD no momento da escrita) serão enviadas para 10 grandes cidades pelo mundo incluindo Bangkok, Medellín, Nova Iorque, e Amsterdam.

Usando métodos engajantes e inovadores para tentar alcançar a elusiva adoção comercial

A distribuição de Dash via Aircoins testa um novo vetor para alcançar consumidores para ampla adoção da moeda como dinheiro. O gerente de desenvolvimento de negócios do Dash Core Group na América Latina Ernesto Contreras vê a parceria com o Aircoins como uma nova forma de engajar usuários e tomar aquele primeiro passo para adquirir e usar Dash, possivelmente construindo novos hábitos comerciais:

“Conforme o interesse e adoção em volta da AR e das criptomoedas continuam a aumentar, a combinação dos dois por meio de um jogo divertido é um passo empolgante para ambas as tecnologias. Esta parceria permitirá que o Dash alcance novos mercados, permitindo que os usuários colecionem moedas percorrendo as cidades; e, como eles agora podem usar essas moedas, isso vai abrir um novo modelo de engajamento e experiência de usuário. A AR está preparada para crescimento excepcional, e juntos o Dash e o Aircoins estão preparados para engajar usuários nessa jornada.”

Apesar de ser uma tecnologia com uma década de idade avaliada em praticamente um quarto de bilhões de dólares, as criptomoedas ainda assim ficaram historicamente atrasadas na adoção para pagamentos no varejo. Dados da companhia de pesquisa em blockchain Chainalysis sugerem que somente 1.3% das transações econômicas de Bitcoin em 2019 eram relacionadas a comerciantes, com a vasta maioria registrada como especulação. A adoção em massa permanece elusiva, com arranjos custodiais como a Flexa ainda dominando o cenário e a narrativa dos pagamentos em criptomoedas.

O caminho difícil, lento e contínuo para adoção em massa do Dash

Enquanto o caminho para adoção em massa se provou difícil para a maior e mais enraizada criptomoeda, com um desafio ainda maior apresentado para projetos mais novos e menos estabelecidos, o Dash ainda assim fez um progresso promissor na adoção como criptomoeda. Dados de valores de transação extraídos de grandes criptomoedas focadas em pagamentos sugerem que o Dash tem a maior probabilidade de estar sendo usado para pagamentos pequenos comuns, e o Dash está ranqueado significativamente mais baixo na porcentagem de outputs não monetários do que os principais competidores, sugerindo um uso mais leve para propósitos voltados para dados em vez de propósitos voltados para valor. O Dash também tem o crescimento mais rápido de endereços ativos de todas as grandes criptomoedas, e tem concentrações significativas de comerciantes que aceitam a moeda em áreas incluindo a Venezuela, Colômbia, New Hampshire, e Tailândia.

Também central para a resolução do quebra-cabeça da adoção em massa é a criação de uma rede que é usável tanto pelos consumidores comuns e de confiança para grandes agentes econômicos. O Dash recentemente implementou o InstantSend por padrão, instantaneamente liquidando praticamente todas as transações e melhorando a usabilidade para pagamentos. O próximo grande lançamento — a versão 1.0 apelidada de Evolution — vai introduzir usuários blockchain e listas de contatos, facilitando ainda mais o uso do Dash como dinheiro para usuários comuns. De um ponto de vista de segurança, a recém-lançada versão 0.14 inclui o ChainLocks, que protege a rede do Dash contra ataques de 51% de mineração, solidificando a segurança da rede. Finalmente, de acordo com várias estatísticas importantes, o Dash está posicionado como uma das criptomoedas mais descentralizadas e mais seguras.