This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

A Dash teve um progresso impressionante na Venezuela, com milhares de participantes nas conferências e dúzias de novos comerciantes.

Em Setembro do ano passado, o grupo recém formado Dash Caracas lançou uma série de conferências mensais na Venezuela para promover a Dash, as primeiras eram eventos informativos mais curtos, já as conferências recentes duraram o dia inteiro e apresentaram uma “Cidade Dash”, uma porção durante a tarde focada em demonstrar uma microeconomia baseada em Dash. A primeira conferência atraiu mais que o dobro da audiência projetada, com um relançamento da primeira conferência atraindo mais de 350. As conferências subsequentes foram desde então financiadas pela tesouraria, e foram feitas até agora cinco conferências sobre quatro assuntos. Agora, uma nova conferência foi recentemente financiada, expandindo o impressionante recorde de adesão do time até agora.

De acordo com a fundadora do Dash Caracas Eugenia Alcalá Sucre, a recepção dos participantes da conferências foi além do que se esperava:

“A reação foi muito além das nossas expectativas. As pessoas estão muito interessadas em aprender sobre a blockchain, criptomoedas e Dash. Além disso, elas estão muito animadas com a possibilidade de por a teoria em prática por meio da Dash City. Agora nós também temos bastante experiência para ajudar outros times a criarem novas propostas, e levar estes eventos a outras grandes cidades no nosso país.”

No total, as cinco conferências até agora atraíram um total estimado de 2 210 participantes de todos os tipos, incluindo cerca de 50 empreendedores para a porção da Cidade Dash.

Interesse pesado em dinheiro que mantém o seu valor, assim como em transações rápidas e baratas

A Dash também teve uma demonstração impressionante de ganho de valor como sistema de pagamento na Venezuela. Até agora, estima-se que 80 ou mais comerciantes começaram a aceitar pagamentos em Dash no país, com muitos deles já listados entre os atuais 674 comerciantes e contando no DiscoverDash. Alcalá vê isso como um resultado das taxas baixas da Dash e transações instantâneas, que a diferenciam dos sistemas de pagamento mais lentos e menos seguros, incluindo a maior parte das criptomoedas:

“A velocidade de transação faz as pessoas fazerem “Ooooohhhh!!!” também as taxas baixas e o sistema de governança.”

A Venezuela experimentou uma severa desvalorização da sua moeda, causando sofrimentos para seus negócios, que veem o valor de suas vendas rapidamente diminuírem. A Dash, apesar de ser sido afetada pela volatilidade de seu mercado emergente e setor especulativo, oferece aos comerciantes uma maneira superior de manter o valor ganho pelo trabalho duro deles. De acordo com Alcalá:

“Eles estão muito interessados em ter uma maneira de reservar o valor deles de maneira segura, porque é uma proteção contra a hiperinflação. Isto os torna capazes de continuarem seus negócios. Eles tiveram que passar por um certo aprendizado para aprender a trocar Dash por VEF, mas estão confiantes que as novas casas de câmbio [Colibit e Cryptolifex] vão resolver esse problema.”

A porção Cidade Dash da conferência ajuda a demonstrar exatamente como uma cidade baseada em Dash iria funcionar no mundo real, permitindo a vendedores e clientes experimentarem a nova economia mundial em primeira mão antes de tomarem a decisão de começar a usar Dash.

Duas novas integrações com casas de câmbio facilitam ainda mais a compra de Dash na Venezuela

Além da adesão dos comerciantes, a Venezuela também ganhou duas novas integrações com casas de câmbio. A primeira é uma plataforma de trocas p2p Cryptolifex, e a segunda é a casa de câmbio Colibit. De acordo com o fundador da Colibit Rafael Useche, a demanda por Dash na Venezuela está crescendo rapidamente devido aos vários esforços de divulgação:

“A comunidade de Dash na Venezuela está crescendo todo o dia. Eventos e encontros como Dash Caracas e Ciudad Dash Começaram a atrair a atenção pública e com isso a demanda por Dash. É importante porque as pessoas que vêm para os eventos perguntam por si próprias: onde eu posso comprar ou vender Dash?”

Além da integração, ambas as plataformas estão fazendo esforços promocionais para ajudarem a fomentar interesse na Dash. A Cryptolifex estará presente em conferências regionais futuras da Dash, e criará uma campanha de propaganda nas redes sociais, radio e televisão. A Colibit está fazendo propagandas também, mas além disso separou 10 Dashs para distribuir para novos usuários verificados. Useche vê o aumento nas opções de compras como crítico para a adesão tomar ritmo, e espera ver um surto de interesse na Colibit por conta da promoção:

“Ter mais uma avenida de troca com moedas fiduciárias é crucial para a adesão. Além disso é importante mencionar o brinde de 10 Dashs para os primeiros 5 000 usuários verificados, naturalmente isto criará mais interesse e aproximará as pessoas da tecnologia da Dash na Venezuela.”

O interesse se mantêm mesmo com o mercado em queda

Enquanto a Dash tem experimentado um grande crescimento no ano passado, até agora 2018 viu uma queda significativa com um colapso no mercado de criptomoedas em geral. Isso pode ser um desafio quando se aborda novos usuários. De acordo com Alcalá, realmente houve desafios:

“Quando nós fizemos a nossa proposta a Dash estava em 800 USD. Nós tivemos a chance de pagar algumas das nossas despesas antecipadamente, então tivemos uma chance para tirar o máximo do nosso orçamento. Mas sim, tem sido desafiador. Estou considerando várias maneiras para resolver esta dificuldade no nível financeiro.”

No entanto, apesar dos problemas no mercado, Alcalá não viu nenhuma indicação que a queda no preço tenha desanimado muitos novos usuários ou comerciantes:

“Bem, na próxima Sexta nós teremos um workshop com novos empreendedores, e está será a hora da verdade, quando nós teremos a oportunidade para responder as perguntas deles em relação a isso. Até agora nós não tivemos nenhuma reclamação. Na verdade, estamos almoçando agora mesmo em um restaurante que aceita Dash, e eles estão tranquilos.”

No geral, a Dash teve um início incrível este ano, conseguindo mais de 20 integrações e parcerias simplesmente no primeiro mês, uma taxa de 5 por semana, praticamente uma por dia. Em termos de integrações exclusivas, a Dash teve pelo menos 12, ou cerca de três por semana.