This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O time do Dash Core atualizou a sua proposta de serviço de garantia, delineando uma série de novas considerações e restrições conforme a rede busca novas maneiras de minimizar o desperdício da tesouraria.

Historicamente, o Dash Core se ofereceu para garantir certas propostas da tesouraria, retendo os fundos até que se verificasse que o contratante cumpriu o trabalho prometido. Em um post no Dash forum, o chefe de Desenvolvimento de Negócios Brad Zastrow delineou as novas diretrizes para a garantia de projetos:

“Começando com o ciclo de votação de 3 de Julho de 2018, implementaremos as seguintes mudanças para as garantias que o DCG (Grupo Dash Core) oferece e gerencia:

  1. Pagamentos em meta 0 serão limitados a 10% do orçamento total ou 25k USD, o que for maior. Pagamento em meta 0 é a porção da proposta que é paga logo depois da proposta ser aceita. Enquanto entendemos que algumas propostas precisam de um financiamento inicial, permitir um pagamento muito grande na etapa 0 é muito arriscado para a rede.
  2. A duração máxima de financiamento de um projeto será de 3 meses, o pedido máximo de orçamento é de 500 000 USD e uma garantia máxima em moeda fiduciária de 100 000 USD por mês. Isto limitará tanto o risco do DCG quanto reduzir a complexidade total do acordo e quantidade de tempo a ser gerenciada no futuro.
  3. Pedidos só podem ser feitos com antecedência de 2 semanas ou mais do prazo final do ciclo de votação. A quantidade de tempo necessária para realmente redigir um contrato próprio de garantia, assiná-lo e gerar um endereço de carteira requer um esforço significativo. É improvável que quaisquer pedidos feitos além da marca de 2 semanas tenham tempo suficiente para postar e receber votos.
  4. Os requerentes da garantia precisarão pagar uma taxa adiantada em Dash equivalente a 4 000 USD para cobrir os gastos legais do DCG. Isto reduzirá os casos em que pessoas nos contataram para fazer garantia e depois nenhuma proposta foi feita para a rede, apesar do dinheiro gasto. Além disso, reconhecemos que para um verdadeiro mercado de garantia existir — onde agentes externos ofereçam serviços de garantia para a rede e compitam para ter o melhor serviço — nós precisamos cobrar uma taxa já que nenhum serviço pode competir com “grátis”
  5. Recusaremos pedidos de projetos que são arriscados de mais. Recebemos mais pedimos do que conseguimos lidar e precisamos focar os recursos limitados do DCG onde sentimos que há o menor risco/maior ROI dado o investimento. Indicaremos outros serviços de garantia em potencial aos donos de propostas.”

Estas novas restrições podem evitar muitos pedidos por garantia e permitir que o sistema se redimensione de maneira mais sustentável conforme mais e mais projetos financiados pela tesouraria da Dash requerem maior contabilidade contra fraude e desperdício.

Novas regras para garantias refletem os verdadeiros custos de tal serviço

O novo regime para garantias comunicado pelo Dash Core revela alguns dos verdadeiros custos de oferecer o serviço para a rede. Chegar a acordos legais, monitorar progresso, lidar com finanças, etc. consumiram recursos significativos no passado, de acordo com Zastrow:

“Enquanto apreciamos o valor que as garantias do DCG trazem para o processo de propostas, infelizmente elas fizeram infelizmente com que quase 2/3 de um único recurso de desenvolvimento de negócios seja dedicado somente a gerenciar essas garantias, tanto no design quanto na fase de manutenção conforme as metas vão sendo alcançadas. Este não é um uso eficiente dos recursos de desenvolvimento de negócios e está consumindo nossa capacidade de identificar, negociar, e receber novos parceiros. Mesmo que criássemos um novo papel só para o gerenciamento de garantias, isso ainda iria tomar meu tempo para entrevistar, receber e monitorar a posição com o passar do tempo.”

Ofertas passadas de ofertar serviços de garantia gratuitamente levaram a equívocos quanto a facilidade de se pedir que um contratante empregue esse serviço, assim como quanto aos custos que outro ator no espaço teria para tentar oferecer um serviço similar. Agora, o mercado estará muito mais aberto para tal serviço, e outros atores serão capazes de identificar mais facilmente a lacunas nos serviços oferecidos pelo Core e tentarão aperfeiçoar o mercado de garantias.

Em vez de incluir as garantias a nível de protocolo, a Dash está permitindo que uma “governança de livre mercado” surja

Enquanto o aumento da popularidade de serviços de garantia na rede Dash representa uma limitação do sistema de tesouraria, a abordagem tomada pela rede foi evitar complicar o sistema e permitir que melhorias naturais surjam em um modelo mais de livre mercado. Em vez de criar um passo adicional para a tesouraria, por exemplo retendo a maior parte dos fundos em um endereço separado e pedindo por outra votação dos masternodes para liberar os pagamentos adicionais conforme as metas forem sendo atingidas, a Dash optou por manter um sistema simplificado por enquanto. Em vez disso, organizações como o Dash Core ofereceram serviços de garantia para os contratantes que ainda não são confiados, oferecendo uma solução flexível que tem a opção de ser bem-sucedida ou falhar sem causar danos duradouros na rede.

O setor de garantias na Dash já testemunhou vários atores diferentes chegarem para oferecer este serviço. A Dash Force ofereceu uma garantia “só para convidados” para propostas simples sem garantias em moeda fiduciária. A Green Candle foi criada primariamente como uma companhia de garantias para a rede Dash, e foi responsável por propostas de nível mais alto tais como o Great American Pilgrimage e o patrocínio da estrela do MMA Rory MacDonald. Outros provedores de garantias incluem o Instant Karma Fund, the DEMO Incubator, e Dash Africa Escrow.