This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Charles Hoskinson, CEO e Fundador do IOHK, uma companhia de pesquisa e desenvolvimento mais conhecida por criar o Cardano, recentemente fez alguns elogios a Dash durante sua palestra no TOKEN2049.

Charles mencionou “o problema da sustentabilidade” relativo a “quem paga e quem decide” para melhorar e desenvolver a blockchain. Ele disse que deveria haver uma “tesouraria” como uma “conta descentralizada” que poderia decidir emitir dinheiro e “dá-lo para as pessoas quando precisarem, como precisarem, e com alguma noção de democracia por trás”. Ele então expandiu que quer que “as pessoas votem, as que tem os tokens” e permitir que elas “aprovem ou rejeitem a proposta” e disse que há “uma criptomoeda aqui que fez isso na verdade; é chamada Dash”. Ele adicionou que a Dash é uma “grande criptomoeda” e disse que eles estavam “bastante impressionados” depois de estudá-la.

O relatório a que Charles se referiu foi um relatório bastante detalhado sobre a Dash e recebeu um relatório igualmente detalhado em resposta do time Dash agradecendo pelo estudo do IOHK’s assim como lidando com o que o IOHK acredita que sejam pontos fracos na Dash. Charles então foi discutir todas as moedas diferentes que existem hoje e disse que algumas são necessárias, algumas não são e as complicações que surgem de forks em termos de níveis de preço e política regulatória de impostos.

Incentivos e competição satisfazem os desejos dos consumidores

A palestra de Charles focou na importância da governança e sustentabilidade, algo frequentemente ignorado porque a resposta parece simples de início: votar. No entanto, há numerosos problemas que emergem rapidamente, tais como garantir que haja várias opções para serem votadas, encorajar participação no sistema de governança, garantis que o sistema de governança realmente tenha os melhores interesses dos consumidores em mente, e sem falar em como manter a descentralização.

Esses problemas permeiam o mundo físico por conta do comportamento humano, mas podem ser parcialmente corrigidos no mundo digital por meio de incentivos bem estruturados. Incentivos bem desenhados garantem a única maneira de uma parte se beneficiar seja beneficiando a comunidade como um todo. Incentivos combinados com competição garantem que os maiores benefícios sejam dados para os consumidores conforme grupos concorrentes tentam superar um ao outro.

Originalmente, só havia o Bitcoin, e isso satisfez os desejos da maior parte dos consumidores de criptomoedas. Então os consumidores começaram a aprender mais e mais e descobriram que eles queriam mais das criptomoedas, então algumas novas criptomoedas foram desenvolvidas. Em pouco tempo havia algumas centenas e agora mais de 1500 criptomoedas. Para uma criptomoeda ganhar maior adesão, elas deveriam servir os desejos dos consumidores e satisfazer esses desejos melhor a outra criptomoeda. As criptomoedas também farão forks para satisfazem melhor os segmentos restantes dos consumidores; como exemplo mais infame o Bitcoin e o Bitcoin Cash. Os benefícios da competição é que ela garante que se retifique qualquer demanda dos consumidores que não tenha sido atendida. A Dash foi capaz de se diferenciar do resto do espaço das criptomoeda internalizando incentivos e competição dentro de seu próprio ecossistema.

A Dash está criando um microcosmo de uma economia maior

A Dash construiu uma combinação de camadas, uma camada de mineração, uma camada para staking e para se tornar um masternode, e uma camada para uma tesouraria descentralizada que financie projetos que ajudem a Dash. Cada uma dessas camadas, se deixada por si só, iria se direcionar para a centralização conforme grupos mais fortes surgissem e tentassem garantir controle sobre mais dinheiro e ter mais influência. No entanto, a Dash, usando todos os três, incentiva as partes interessadas a satisfazerem os desejos dos consumidores pela descentralização. Estas partes interessadas só podem melhorar a situação deles garantindo uma rede rápida, barata e segura para os consumidores da Dash. Cada camada tem incentivos diferentes para responder e portanto cria uma rede mais robusta contra diferentes vulnerabilidades das criptomoedas.

O sistema de tesouraria garante que não falte a rede desenvolvimento de qualidade nem divulgação. O sistema de masternodes garante que a rede não tenha pessoas sem incentivos tomando decisões que não iriam manter uma rede rápida, barata e segura. O sistema de mineração garante que a rede não se torne insegura num nível de POW. Todos essas três camadas, trabalhando juntas, garantem que a Dash não se torne centralizada contanto que seja isso que os consumidores desejem.