This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

Crises econômicas iminentes poderiam dar o pontapé inicial para adoção das criptomoedas de acordo com o CEO da Coinbase Brian Armstrong.

Numa entrevista com a Bloomberg, Armstrong detalhou a fundação do gigante de corretagem de criptomoedas. Ele então previu crises econômicas acontecendo pelo mundo nos próximos 3 — 5 anos. Ele acredita que isto poderia estimular a adoção orgânica das criptomoedas conforme as pessoas migram para uma reserva de valor menos propensa a inflação e manipulação.

A Dash está fazendo grandes avanços em países em desenvolvimento

A Dash está provando que as hipóteses de Armstrong estão corretas ao fazer grandes ganhos de adoção em países em desenvolvimento. Isto é particularmente dramático na Venezuela, um país que experimenta severa hiperinflação. Por conta disto, a adoção da Dash como moeda disparou, com 864 negócios aceitando ela como método de pagamento na hora da escrita, com mais adicionados a cada dia.

Também foi observado crescimento significativo em outros países. A Ucrânia possui 75 comerciantes Dash, a Colômbia lista 50, e Gana, um país rural com acesso mais limitado a infraestrutura tecnológica, lista 15. O total global de negócios aceitando Dash conhecidos registrado pelo DiscoverDash é 2 232 no momento da escrita.

Há vantagens frente a sistemas de pagamento do mundo desenvolvido, mas as criptomoedas se destacam mais frente a moedas em desvalorização

Enquanto muitas criptomoedas como a Dash possuem vantagens inerentes sobre os sistemas de pagamento e sobre as moedas atuais, elas podem não ser evidentes o bastante para atrair comerciantes e consumidores nos países desenvolvidos a tomarem o risco e trabalharem para a troca. Assim, a maior utilidade das criptomoedas é a negociação especulativa no momento. Países em desenvolvimento, por outro lado, ou simplesmente países passando por problemas financeiros, apresentam campos muito mais férteis para adoção e uso real das criptomoedas.

Com uma longa lista de países experimentando inflação significativa, as criptomoedas que não são propensas a inflação apresentam uma forte alternativa, e usuários escolhendo usá-las para transacionar e guardar suas economias podem ser poupados de uma forte queda no poder de compra no decorrer dos anos. Esta vantagem inerente torna a apresentação das criptomoedas para os negócios e consumidores relativamente fácil.