This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

A rede japonesa de notícias NHK recentemente cobriu a expansão da Dash na Venezuela.

A Rede de Televisão do Japão (Nippon Hoso Kyokai ou NHK) recentemente cobriu cobriu a crise econômica na Venezuela, apontando as circunstâncias extremas oriundas da hiperinflação no país. É mostrada a dificuldade dos Venezuelanos em usar dinheiro ou processadores tradicionais de pagamento, assim como a transição para dólares e criptomoedas. Enquanto a Dash não é explicitamente mencionada por nome, todas as filmagens de negócios que aceitam Dash exibem proeminentemente adesivos de “Dash aceita aqui”.

A NHK é a rede de televisão pública do Japão, que também exibe conteúdo em inglês 24 horas por dia no NHK-Mundo-Japão. Suas redes sociais incluem mais de um milhão de seguidores.

A história difícil do Japão com a Dash

A Dash nem sempre teve essa boa recepção no Japão. No ano passado, a Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) tomou vários passos para desencorajar casas de câmbio a listarem criptomoedas com funcionalidades avançadas de privacidade, nomeadamente Dash, Zcash e Monero. Alegou-se que isto era devido às implicações de atividades criminosas facilitadas pelas funcionalidades de anonimato dessas moedas. Assim, moedas aprovadas foram adicionadas a uma “lista branca” da FSA, excluindo moedas como a Dash. Moedas não aprovadas tinham dificuldade em serem listadas em casas de câmbio domésticas, o que por sua vez atrapalha a adoção.

A grande cobertura pela mídia tradicional representa então um desenvolvimento positivo no país, em particular depois do banco central caracterizar os criptoativos como nenhuma competição para os bancos centrais.

O crescimento da Dash na Venezuela está continuando a fazer manchetes

A Dash atraiu uma atenção significativa na Venezuela por seu progresso durantes estes tempos econômicos difíceis. Ainda este mês, o país experimentou apagões persistentes, que deixaram milhões sem energia elétrica e sem internet, sem formas de fazer usar transferências bancárias ou outros processadores de pagamento. Serviços de telefone móvel, no entanto, incluindo SMS continuaram a funcionar durante este período, significando que o serviço de carteira baseado em SMS Dash Text foi um dos únicos serviços de pagamento ainda operacionais. Para ajudar as pessoas da Venezuela a se manter em contato com amigos e família, o Dash Text lançou uma campanha de doação em parceria com o Bitrefill para pagar por recargas para aqueles que precisam.

Além disso, o Dash Text recentemente lançou possivelmente o primeiro sistema de caridade completamente distribuído, permitindo que os doadores enviem Dashs de maneira que ela seja instantaneamente distribuída para os recebedores finais, neste caso escolares que precisavam de dinheiro para comprar comida, sem ter que esperar por um intermediário. Os recipientes recebem as Dashs na sua carteira Dash Text de seus celulares, e então podem usá-las para gastar com comida.