This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Um levantamento revelou que o Bitcoin era “aceito em somente quatro dos 500 maiores negócios online no primeiro trimestre” e “a adesão permaneceu inalterada”.

O relatório mencionou como não houve “nenhuma aceitação notável entre os maiores comerciantes, com a exceção do Overstock.” James Faucette, um dos analistas por trás do relatório, no entanto, mencionou que eles “reconhecem que algumas criptomoedas podem ser mais adequadas para pagamentos, tais como Dash e Litecoin”. O relatório prosseguiu discutindo as várias tendências das fatias de mercado dos grandes processadores de pagamentos.

O relatório ainda foi relevante no ponto em que reconheceu a diferença entre Bitcoin e outras criptomoedas e como cada uma delas tinha atributos únicos que as diferenciam umas das outras. Este é um sinal de maior aceitação das criptomoedas já que elas não estão todas sendo aglutinadas em uma categoria com um único atributo.

Dash está sendo usada no estado de New Hampshire dos EUA e na Venezuela

Enquanto muitos podem assumir, por conta das criptomoedas se originarem da internet, que seu único ecossistema seria o de transações online; isto está errado. New Hampshire, nos Estados Unidos, e a Venezuela oferecem excelentes provas de que uma parcela significativa e crescente das transações de criptomoedas estão acontecendo offline.

Em New Hampshire, pode-se andar pelas pitorescas calçadas nova-inglesas de Portsmouth, próximas à enseada e parar em várias lojas para se gastar Dash. A primeira parada seria instintivamente a Free State Bitcoin Shoppe para comprar algumas parafernálias de criptomoedas, materiais educacionais, e conseguir um mapa de comerciantes que aceitam Dash. A próxima parada poderia ser algumas lojas para comprar roupas e outras lembrancinhas. Depois disso, veja um show no teatro local. Finalmente, o tour pode acabar com uma visita a um dos muitos restaurantes, para encher um estômago exausto com a deliciosa comida local — tudo pago em Dash, claro. Para nem mencionar as muitas lojas que aceitam Dash na maior cidade do estado, Manchester, ou no outro polo de criptomoedas do Keene. Isto sem falar nos numerosos indivíduos pelo estado que irão tipicamente trocar bens e serviços por Dash, e negociarão um preço caso a caso.

Quanto à Venezuela, você deve perdoar o autor por sua falta de conhecimento local detalhado, mas pode ainda assim aproveitar bastante gastando Dash. O país é devastado por uma inflação anual de mais de 6 000%, a Dash oferece um alívio muito necessário para a economia e o consumo da renda. Começando com as crescentes conferências da Dash Caracas, haverá uma chance de conhecer centenas e até milhares de outros usuários da Dash na área local. Antes mesmo de se chegar à conferência, refeições podem ser feitas em restaurantes e pagas em Dash. O motorista conectando os destinos também pode ser pago em Dash. Chegando na conferência, a Cidade Dash (Ciudad Dash) está lá para permitir que muitos comerciantes locais troquem seus bens e serviços por Dash. Em breve, poderia até mesmo haver um “Shopping Dash” com 250 comerciantes aceitando Dash. O projeto GetFreeDash é uma grande iniciativa para distribuir Dash gratuitamente e está focando na Venezuela devido a probabilidade de seus cidadãos usarem Dash para trocar por bens e serviços.

O mundo e a internet são lugares grandes, mas a Dash está encontrando seu lar

A Dash pode não ter números de adesão competindo com um Paypal, Visa ou Mastercard, ainda assim a Dash está sendo adotada rapidamente por um grupo seleto. As criptomoedas são uma nova tecnologia e assim como todas as novas tecnologias, existe uma curva de adesão. Os pioneiros, que em geral são aventureiros, tomam riscos, e estão em quantidade reduzida são atraídos para a Dash por conta de sua proposição única de valor. A Dash, com a sua combinação de mineradores, masternodes, e fundos da tesouraria oferece uma criptomoeda confiável que foi capaz de se atualizar eficientemente no passado, mantendo as transações baratas e rápidas, de manter o fluxo de desenvolvimento fluindo, e de se adaptar às vontades de seus usuários.

Os pioneiros da Dash são atraídos não só pela segurança que a Dash oferece como uma criptomoeda, mas também por sua habilidade demonstrada de se adaptar a mudanças e de se precaver contra problemas futuros que poderiam surgir. Esses pioneiros residem em números concentrados em New Hampshire e na Venezuela, mas estão por todo mundo. Conforme a Dash vai aprimorando sua proposição de valor e os pioneiros demonstram os benefícios de se usar Dash, outros irão seguir e só assim a adesão geral dos comerciantes e dos usuários irá crescer para competir com um Paypal, Visa, Mastecard, ou o resto.