This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Depois de um longo período sem atualizações públicas, o Dash Labs — o projeto de pesquisa e desenvolvimento liderado pelo fundador da Dash Evan Duffield — quebrou o silêncio em uma entrevista exclusiva com o Dash Force News. Tito Rios, o Desenvolvedor Sênior de Estruturas de Dados e Analista do Dash Labs, falou resumidamente sobre o projeto do grupo que está marcado para o próximo lançamento: o Protocolo de Coleta de Dados Dash Labs. O protocolo, cuja fase de testes beta está agendada para o final do Q1 de 2019, servirá como uma plataforma descentralizada para apresentar pesquisas acadêmicas para revisão, assim como servirá como um mercado para adquirir acesso a pesquisa de universidades e companhias. O projeto busca descentralizar a área de pesquisas acadêmicas e oferecer uma maneira simples e efetiva de acessar tais pesquisas, usando a Dash para transações na plataforma.

Depois do encontro aberto para os novos escritórios do Dash Core em Scottsdale, no Arizona em Outono de 2017, Duffield deixou a liderança do time Core para liderar um projeto separado, o Dash Labs. Duffield começou a contratar pessoal no verão do ano passado, e inicialmente focou na pesquisa de projetos tais como hardware livre para masternodes e pesquisa em aceleração por GPU.

Um caso de uso da Dash mirado a laser em uma indústria que precisa dela

O Protocolo de Coleta de Dados do Dash Labs tem o potencial para revolucionar a indústria de pesquisa acadêmica, que sofre com centralização e ineficiência, com grandes jornais acadêmicos cobrando um pesado premium para apresentação de pesquisas e acesso de artigos e estudos. O Dash Labs planeja aproveitar seus contatos acadêmicos para impulsionar o uso do Protocolo na academia, descentralizando o processo e permitindo um acesso mais livre e acessível tanto para a submissão de pesquisa para revisão quanto para o acesso à pesquisa no lado dos consumidores. Usando exclusivamente a Dash na plataforma, a Dash pode passar do valor especulativo para o pesado uso na indústria do nicho, onde usuários de outra forma completamente desinteressados nas criptomoedas ou só especulando sobre seu preço ainda assim comprem e usem a Dash por conta das oportunidades que ela abre na área acadêmica. Por conta disso, o Dash Labs acredita que o projeto contribuirá significativamente para o valor da Dash e seu uso como moeda.