This post is also available in: Français Deutsch Русский English

O Dash Brasil fez uma parceria com o Processador de Pagamentos ATAR e a casa de câmbio Stratum para permitir que os usuários Dash façam compras em mais de 2.5 milhões de comerciantes no Brasil.


A ATAR desenvolveu uma carteira móvel junto com uma pulseira NFC (Comunicação por Campo de Proximidade) que permite que os consumidores façam pagamentos sem contato em qualquer lugar em que um cartão Mastercard é aceito — o que totaliza atualmente 85% das máquinas (2.5 milhões de comerciantes) no Brasil. A Stratum é uma casa de câmbio online de criptomoedas que permite que aos consumidores comprar, vender, e sacar criptomoedas, além de recarregar seus celulares, pagar contas no Brasil, e recarregar pulseiras ATAR.

Os Avanços do Dash nos Mercados Brasileiros e Experimentos em Pagamentos NFC

Antes da ATAR, o Dash se envolveu em experimentos para aproveitar pagamentos NFC. Um projeto anterior conseguiu que 25% dos indivíduos em um festival de música estoniano com 4 000 participantes gastassem mais de 19 000 EUR em Dash via pulseiras NFC em quatro dias. A carteira Dash também foi atualizada para dar suporte para funcionalidades do Apple Watch.

O Dash também fez progressos nos mercados brasileiros e foi recentemente adicionada ao serviço de pagamento e gateway Kamoney, que também permite que os brasileiros paguem contas. Além disso, este ano o Dash foi adicionado às casas de câmbio PagCripto, CoinTrade.cx, NovaDAX, 3xbit, CoinBene e XDEX, aumentando significativamente as opções para comprar Dash no país.

Balanceando usabilidade com confiabilidade

A parceria do Dash Brasil com a casa de câmbio Stratum e o amigável processador de pagamentos ATAR ajuda a reduzir essa barreira de adoção tornando os pagamentos mais fáceis e mais acessíveis para mais comerciantes, dando um importante passo intermediário para a aceitação direta de pagamentos em Dash sem necessidade de conversão para moeda fiduciária. O pagamento de contas pela Stratum oferece uma oportunidade ainda maior já que é uma necessidade da maior parte dos Brasileiros, mas pagar com criptomoedas disponibiliza pagamentos online para consuidores que não têm uma conta bancária.

As criptomoedas foram criadas para serem uma fonte confiável de pagamentos para que os indivíduos escapem altas taxas bancárias, junto com potenciais censuras governamentais e privadas que ocorrem quando os consumidores e comerciantes dependem de terceiros que facilitem os pagamentos. No entanto, depois de 10 anos da criação do Bitcoin, o setor de criptomoedas ainda tem dificuldade para atingir adoção em massa. Um fator contribuinte foi a dificuldade para o usuário final, fazendo com que terceiros entrassem no mercado para facilitar a usabilidade e aceitação pelos comerciantes como um meio termo para a descentralização.