This post is also available in: Français Deutsch Русский English

Aplicativos de pagamento estão crescendo enquanto o dinheiro vai desaparecendo, abrindo um lugar no espaço de pagamentos para as criptomoedas.

O uso de aplicativos de pagamento tais como Venmo, PayPal, Zelle e outros está crescendo, em particular entre os membros das gerações mais jovens, que frequentemente os usam para pagamentos p2p em vez de dinheiro. Estes apps oferecem a experiência de usar um serviço bancário para compras enquanto permitem pagamentos fáceis entre indivíduos. Só o Zelle, lançado em meados de 2017, já processou mais de 320 milhões de transações em pouco menos de um ano, reforçando a popularidade desses serviços conforme o dinheiro é usado mais e mais raramente. Isto vêm, no entanto, a custo do controle do usuário sobre seus fundos em todos os momentos, assim como da privacidade quando se paga com um serviço de terceiros com requisitos de identificação.

As criptomoedas são a última opção para a privacidade do dinheiro e controle do usuário

O ímpeto crescente em direção a uma sociedade sem dinheiro deixou um vazio para os fãs do controle completo dos usuários, privacidade, e da natureza instantânea e facilitada do dinheiro. As criptomoedas têm o potencial para preencher este vazio. Um traço distintivo da natureza descentralizada das criptomoedas é o controle absoluto do usuário sobre seus fundos contanto que eles tenham suas chaves privadas, significando que, como no dinheiro, as transações podem ser feitas sem o uso de terceiros, e sem a possibilidade de bloqueio. Também como o dinheiro, as criptomoedas são privadas no sentido que não são necessariamente ligadas a qualquer identidade física, mas sim a chaves criptográficas que podem estar sob o controle de qualquer pessoa. Enquanto a maior parte das criptomoedas têm transações facilmente rastreáveis, ligá-las a identidades pode ser mais difícil, e vários projetos focam em oferecer funcionalidades avançadas de privacidade.

A privacidade financeira para soluções de pagamento para os consumidores está se tornando cada vez mais importante. Um acordo de dados para rastrear compras selado entre o Google e o Mastercard, assim como a configuração padrão do Venmo de expor o histórico de transações publicamente, realça a necessidade de soluções de transações privadas. Várias criptomoedas ocultam transações para torná-las mais difícil de rastrear, no entanto a maior parte delas falha em suavizar a experiência do usuário o suficiente para transações cotidianas.

O foco da Dash em superar os apps de pagamento

A Dash se mantem focada em oferecer a melhor experiência de pagamento possível de maneira completamente descentralizada. Além das marcas distintivas das criptomoedas (pseudonimidade e controle completo dos usuários sobre os fundos), a Dash oferece vários outros benefícios, incluindo liquidação instantânea coma funcionalidade InstantSend e transações não rastreáveis com o PrivateSend, aproximando mais de perto uma experiência de dinheiro digital do que seus contemporâneos. Além disso, a futura plataforma Evolution com lançamento marcado para o final deste ano incluirá funcionalidades que aproximam ainda mais a experiência de um app de pagamentos tais como nomes de usuário na blockchain, um experiência de usuário superior sem sacrificar a privacidade ou controle sobre os fundos.